Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Mineração rendeu R$ 143 milhões em Salto de Pirapora e Votorantim

Salto de Pirapora e Votorantim lideraram na mineração, no ano passado, entre os municípios da região administrativa de Sorocaba. Os dois são produtores de calcário para cimento. Juntos, Salto de Pirapora e Votorantim tiveram movimentação financeira de R$ 143 milhões nesse setor. Salto de Pirapora representou a maior parte, com R$ 89,5 milhões, e Votorantim com R$ 54,2 milhões. Os dois municípios aparecem como 6º e 12º na lista dos maiores valores em operações de mineração no Estado em 2016. 

Os dados por município foram divulgados semana passada pela Secretaria Estadual de Energia e Mineração, no Informe Mineral do Estado de São Paulo. O balanço anual mostra o volume da produção de bens minerais e os valores de impostos recolhidos pelos municípios. 
Votoran Cimentos unidade Salto de Pirapora - Foto: Arquivo Blog
O município de Salto de Pirapora foi o responsável por 3% de toda arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) no Estado de São Paulo em 2016, de acordo com a secretaria. A movimentação de R$ 89,5 milhões no município gerou uma arrecadação de R$ 1,7 milhão. Na sequência vem Votorantim, que arrecadou R$ 1 milhão. 

"A mineração na região de Sorocaba é referência para outras áreas do Estado. A mina Baltar, de responsabilidade da Votorantim, produz calcário de excelente qualidade com padrão internacional para produção de cimento, gerando bons empregos e tendo a sustentabilidade como pilar", de acordo com o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, por meio da assessoria de imprensa da secretaria. 

A unidade de Santa Helena, primeira fábrica da Votorantim Cimentos, que iniciou as atividades há 80 anos com capacidade de produzir pouco mais de 800 mil toneladas de cimento por ano, hoje pode fabricar até 2 milhões de toneladas no mesmo período. A planta já recebeu R$ 8,4 milhões em investimentos nos últimos três anos para modernização. Atualmente gera 409 empregos diretos e indiretos. A Votorantim também tem fábrica de cimento em Salto de Pirapora 

Sorocaba, Araçariguama, Porto Feliz, Bofete, Águas de Santa Bárbara, Tatuí, Anhembi e Itu completam a lista dos dez maiores produtores de bens minerais da região de Sorocaba, informa a Secretaria de Energia e Mineração. 

A movimentação financeira na região por conta da mineração foi de R$ 415 milhões em 2016, o que representa 13% de todo o Estado. Os insumos mais produzidos na região são cimento, brita e areia.



















segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Comando da Guarda Municipal de Salto de Pirapora descumpre Estatuto da Corporação ao escalar guarda gestante

Uma guarda civil municipal que está gestante sentiu-se mal na segunda-feira pela manhã, 27/02, enquanto cumpria escala de serviço em frente o Centro Médico, na região central de Salto de Pirapora.

A guarda que está no oitavo mês de gestação assumiu o posto de serviço às 07h, por volta das 08h30 ela não suportou à dor e acionou socorro da Santa Casa de Misericórdia. Uma ambulância socorreu a guarda levando-a ao pronto-atendimento daquele hospital.

Sorocaba Notícia apurou que a guarda gestante trabalhava de pé, com aproximadamente dez quilos de equipamentos presos ao quadril, não havia água para beber e sem acesso ao sanitário. 

O fato estrangulou o artigo 125 do Estatuto da Guarda Civil Municipal: Proíbe funcionária gestante ou lactante trabalho em atividades ou operações consideradas insalubre, perigosas ou penosas.

A equipe clínica da Santa Casa diagnosticou quadro de pressão arterial elevada, após ser medicada a guarda civil Aiala de 28 anos permaneceu naquele hospital sob observação médica. No final da manhã, 27/02, ela recebeu atestado médico e foi levada para sua residência. Sorocaba Notícia tentou falar por telefone com o comandante Camargo, ele não estava na Guarda às 11h30, e seu celular estava desligado.

Fonte e fotos: Blog Sorocaba Notícia










segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Mulher acusada de, embriagada, causar acidente que matou a bebê Lorena vai à Júri Popular

Maria de Lourdes está presa em Franco da Rocha.
Foto: Reprodução do Facebook.
A auxiliar de limpeza Maria de Lourdes Souza Marinho, 54 anos, acusada de, embriagada, causar um acidente que resultou na morte de Lorena Kamonseki, de apenas 9 meses de idade, e ferimentos graves em Juliana Lucas Flora e Igor Kamonseki, será submetida a julgamento pelo Júri Popular.

A decisão foi proferida na última quarta-feira (15) pelo juiz André Rodrigues Menk, do Foro de Salto de Pirapora-SP, que acolheu denúncia do Ministério Público que requereu a pronúncia de Maria de Lourdes pelos crimes de homicídio, com dolo eventual, com a agravante da vítima ser menor de 14 anos, e dupla lesão corporal gravíssima.

O acidente aconteceu no início da madrugada de 14 de fevereiro de 2016 (leia aqui e aqui) no quilômetro 129 da rodovia Francisco José Ayub (SP-264), no bairro Quintas de Pirapora, em Salto de Pirapora. Segundo a denúncia, embriagada, Maria de Lourdes Souza Marinho conduzia um veículo VW Santana, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra o GM Celta que era conduzido por Juliana Lucas Flora, 25, que viajava em companhia dos filhos Igor, então com 3 anos de idade, e da bebê Lorena. Juliana e Igor ficaram gravemente feridos e foram socorridos ao hospital. Já Lorena não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local.

Durante audiência de instrução e julgamento, realizada em 15 de fevereiro, foram ouvidas a vítima, testemunhas, policiais e a acusada. Maria de Lourdes Souza Marinho negou tivesse ingerido bebida alcoólica. Afirmou que apenas se lembra de uma forte luz no momento do acidente. A sua defesa requereu a impronúncia e sua absolvição sumária, o que foi negado pelo juiz.

“A materialidade dos delitos resultou amplamente comprovados. Há elementos que indicam que a ré teria ingerido bebidas alcoólicas antes de dirigir o veículo e também que teria invadido a pista contrária, causando o acidente automobilístico”, disse o juiz André Rodrigues Menk ao pronunciar a ré.

A defesa de Maria de Lourdes Souza Marinho interpôs recurso contra a pronúncia, recurso que deverá ser apreciado pelo Tribunal de Justiça.

Enquanto isso, a ré não poderá apelar em liberdade, devendo continuar presa no Presídio de Franco da Rocha-SP, onde se encontra atualmente, até, pelo menos, o julgamento pelo Tribunal do Júri - que ainda não tem data marcada para ser realizado.





sábado, 18 de fevereiro de 2017

Motorista fica ferido em colisão frontal entre veículos no trecho urbano da SP-264

Um motorista ficou ferido em um acidente envolvendo um Honda Civic e um GM Celta na manhã deste sábado (18), por volta de 7 horas, próximo a rotatória de acesso à Piedade, no trecho urbano da rodovia Francisco José Ayub (SP-264), em frente a um posto de combustíveis desativado.

O vidraceiro Peterson da Luz Rodrigues, 24 anos, que conduzia um GM Celta, ficou parcialmente preso às ferragens e foi resgatado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Com fraturas nas pernas e costelas, lesão na cabeça e reclamando de dores no tórax, ele foi conduzido para o Hospital Regional de Sorocaba.

O condutor do Honda Civic se evadiu do local do acidente antes da chegada da polícia e, durante a lavratura do boletim de ocorrência, a sua genitora compareceu na Delegacia e contou que o filho, identificado pelo prenome Rodrigo, pegou o carro escondido na noite anterior, sem o seu consentimento.

Segundo apurou a Polícia Rodoviária, com os soldados Ramos e Eliabe, o Honda Civic trafegava no sentido Salto à Pilar quando colidiu frontalmente contra o GM Celta, que seguia no sentido contrário, e em seguida capotou.

Os policiais militares, cabo Alexandre e soldado Silva Oliveira, apoiaram a ocorrência, realizando os primeiros procedimentos, sinalizando a via e orientando os motoristas.

Os dois veículos foram recolhidos para perícia e as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidentes serão investigadas pela Polícia Civil.

Fotos: Divulgação / Sandra Regina e A. Padilha.














Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos