Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Jovem de Salto de Pirapora morre no hospital após ser alvejado por tiro

Notícia do Blog Toni Silva Sorocaba

Foto: Rede Social Facebook

Um jovem morreu no pronto-atendimento da Santa Casa de Salto de Pirapora, após ter sido atingido por um tiro em seu tórax. Danilo Tavares Rosa de 23 anos, apelidado de "Batatinha" sofreu o tiro ao abrir a porta de sua casa.

A residência do jovem é situada na Rua Avelino Antunes Marques, no Jardim Avenida, próximo ao Bairro Campo Largo. O crime ocorreu na sexta-feira à noite (27/02). A polícia investiga a motivação e a autoria do delito.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Morte por dengue hemorrágica é confirmada em Salto de Pirapora

Município já tem 568 diagnósticos positivos da doença.
Cidade decretou estado de emergência no dia 19.


O Instituto Adolfo Lutz confirmou nesta sexta-feira (27) a primeira morte por dengue hemorrágica em Salto de Pirapora (SP). De acordo com informações da prefeitura, a vítima é uma jovem de 20 anos que morreu no dia 10 de fevereiro. O município tem 568 casos da doença confirmados neste ano, 21 deles são importados e ainda há 108 diagnósticos que estão em investigação.

Estado de emergência

No dia 19 de fevereiro, a prefeitura havia decretado na cidade estado de emergência por conta dos casos de dengue na cidade. A medida permite que o processo de combate ao mosquito seja mais eficaz. A prefeitura ainda informou a contratação de profissionais para intensificar a ações.



Saiba mais:

Região de Sorocaba continua em alerta e reforça combate à dengue


A dengue em Salto de Pirapora

Acidente entre carro e caminhão na entrada de Salto de Pirapora

Horário de ônibus Salto de Pirapora á Sorocaba e telefones úteis de Salto de Pirapora

Horário de ônibus Salto de Pirapora á Sorocaba e Sorocaba á Salto de Pirapora 2015.

Telefones úteis 2015 da cidade de Salto de Pirapora.


Clique aqui para ampliar o tamanho da imagem!

Horário de ônibus Salto de Pirapora a Sorocaba X Sorocaba a Salto de Pirapora - Viação Piracema - Fevereiro de 2015.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Duas pessoas morrem em acidente em Piedade

Motorista da carreta invadiu a pista contrária e colidiu com o carro - Foto: PEDRO NEGRÃO
Duas pessoas morreram em um acidente envolvendo uma carreta, um carro e uma motocicleta na tarde de hoje, na rodovia Raimundo Antunes Soares (SP-79).

O acidente aconteceu por volta das 16h no quilômetro 107+700, próximo à construção da Penitenciária Feminina de Votorantim.

Uma carreta que transportava hortifruti seguia de Piedade com destino à Campo Grande quando em um trecho de curva da estrada, tentou ultrapassar um veículo e perdeu o controle da direção, tombando na pista. No sentido contrário seguia um Renault Megane com placa de Salto e uma motocicleta. Durante o tombamento, a carreta colidiu de frente com o Megane e caiu sobre a motocicleta.

O motorista do veículo e o motociclista morreram na hora. O motorista da carreta teve ferimentos leves e de acordo com a Polícia Rodoviária, admitiu à médica do serviço de urgência, que havia ingerido bebida alcoólica na hora do almoço. 

Apenas uma faixa da rodovia foi interditada e o trânsito fluiu com lentidão. (Com informações de Fernando Guimarães).





O trevo que da acesso á Salto de Pirapora fica no Km 104 acesso á SP-79

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Motoristas reclamam da falta de sinalização na SP-264

Foto: Luiz Setti - JCS
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) solicitará o reforço na sinalização da rodovia João Leme dos Santos (SP-264) às empresas Compec Galasso Engenharia e Construções Ltda e Sobrenco Engenharia e Comércio. Ambas são as responsáveis pelas obras de duplicação da ligação entre Sorocaba e Salto de Pirapora. 

A falta de segurança assusta quem trafega pelo local. Falhas na pintura de solo, ausência de uma sinalização mais eficiente e grandes desníveis entre o asfalto e o acostamento têm deixado os motoristas mais cautelosos na hora de acessar a rodovia. 
Segundo o DER, a sinalização existente na rodovia é provisória durante o período de obras. No entanto, será solicitada uma melhoria nas condições de segurança dos motoristas e usuários.


Pelos 17,5 quilômetros da João Leme dos Santos é possível encontrar duas concentrações de máquinas e trabalhadores. A primeira fica ao lado da rotatória de acesso à rodovia Raimundo Antunes Soares (SP-79) e a segunda está localizada logo na entrada de Salto de Pirapora. Em ambos os pontos são vistas várias vigas de concreto, provavelmente destinadas para a construção de pontes.

A reportagem do Cruzeiro do Sul percorreu a SP-264, anteontem, entre às 9h e às 11h, e observou 26 trabalhadores distribuídos pelo lote 2 da rodovia - entre os quilômetros 109,60 e 119,50, em Salto de Pirapora, sob responsabilidade da Compec Galasso Engenharia e Construções Ltda. O grupo estava distribuído em três partes: na entrada da cidade, cerca de dois mil metros para frente e na região da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).

No lote 1, sob o comando da Sobrenco Engenharia e Comércio, a aglomeração de operários estava restrita ao acesso à rodovia SP-79. Foi possível observar um movimento de máquinas e de funcionários pelo local e várias vigas prontas distribuídas pelo chão. Quem passa pela região também vê tubulações de concreto expostas e uma galeria pluvial praticamente pronta, situada abaixo do canteiro de obras.

O pontapé inicial da duplicação da SP-264 ocorreu em 3 de dezembro de 2013. Na ocasião, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) - na condição de candidato à reeleição - subiu em uma retroescavadeira e disse que a obra ficaria pronta no prazo de 15 meses. Dessa forma, tudo deveria ser entregue no próximo mês. 

Naquela mesma cerimônia, o Departamento de Estrada de Rodagem (DER) admitiu que o processo de desapropriação de 51 imóveis poderia demorar mais do

que o programado. Dito e feito: passado um ano, esse imbróglio continua e tem atrapalhado a sequência da duplicação.
As duas empresas contratadas foram procuradas para comentar o andamento dos trabalhos e uma possível diminuição no número de funcionários no processo de duplicação. A Sobrenco Engenharia e Comércio, por meio de nota, limitou-se a responder que "todas as informações sobre a devida obra você consegue junto ao Departamento de Estradas de Rodagem".

O engenheiro civil Davi Blas Pansiera, da Compec Galasso Engenharia e Construções Ltda, também preferiu não se pronunciar. "Enquanto empresa contratada, não nos é permitido divulgar quaisquer informações sobre este contrato e seu andamento. Portanto, somos orientados que, para sanar qualquer dúvida, que procurem a assessoria de impresa do DER."
O DER disse manter constante monitoramento e fiscalização das obras realizadas nas rodovias sob sua administração. A previsão de conclusão da SP-264 está mantida para junho (lote 2) e dezembro (lote 1) de 2015.

Reclamações

Os usuários da SP-264 reclamam da falta de segurança e da lentidão nas obras de duplicação. Moradores da região e motoristas colecionam histórias de acidentes e imprudência na principal ligação entre Sorocaba e Salto de Pirapora.
Quem lamenta essa demora na conclusão da obra é o comerciante Luiz Carlos Bérgamo Júnior, 44 anos, proprietário de um centro automotivo situado na entrada de Salto de Pirapora. Da fachada do estabelecimento comercial é possível enxergar uma boa parte do fim da SP-264, já praticamente duplicada.

Bérgamo acessa a rodovia quase todos os dias rumo a Sorocaba. As viagens servem para abastecer a loja e passear na cidade vizinha. O trecho está tão perigoso que, por precaução, os 17,5 quilômetros têm sido feito preferencialmente durante o dia. "A sinalização é muito ruim e à noite a situação piora", conta.

O comerciante também ressaltou a lentidão das obras. "É visível um número menor de pessoas trabalhando na rodovia", diz.
O caminhoneiro Adilson Ricardo de Lima, 36, também utiliza a rodovia com frequência. Ele é dono de um caminhão, transporta pisos entre Piracicaba e Pilar do Sul e obrigatoriamente precisa trafegar três vezes por semana pela SP-264. "A pista é má sinalizada e, quem não está acostumado, pode se perder facilmente", relata.

Lima disse ter cansado de presenciar acidentes no trecho entre Sorocaba e Salto de Pirapora. "E eles ocorrem não só pela má condição da rodovia, mas também por imprudência dos motoristas."
O motorista Sinésio Bahia, 42, percorre duas vezes por mês a SP-264. Assim como Lima, faz o percurso entre Piracicaba e Pilar do Sul para entregar vergalhões de aço. "De todo o meu caminho, certamente esta rodovia é o pior trecho", afirma. Na opinião dele, é preciso reforçar a sinalização. "Senão os acidentes vão continuar." 

A mesma preocupação é relatada pelo comerciante Paulo César Farrapo, 55, dono de um posto de combustíveis na entrada de Salto de Pirapora. Há três semanas ele presenciou um acidente perto da Ufscar onde um veículo seguiu pela faixa antiga e colidiu na lateral de outro. "Quem não conhece essa estrada se perde mesmo", lamenta. 

A SP-264 também faz parte do cotidiano do borracheiro Renato de Brito Andrade, 37, que trabalha em uma borracharia no início da rodovia e mora em Salto de Pirapora. Ele pega a estrada às 5h e às 22h, para ir e voltar do serviço, e já passou apuros ao volante. "Esses dias eu fui embora com chuva, a 20 quilômetros por hora e com o pisca-alerta do carro ligado. Não tinha onde parar, porque não tem acostamento, e eu só vi que estava na frente de uma carreta porque ela começou a dar luz alta." 

Cuidado e atenção são indispensáveis ao caminhoneiro Vanderlei Gonçalves de Almeida, 57, outro usuário da SP-264. "Tenho dirigido mais devagar para dar mais tempo de frear e não bater em ninguém", diz. Já o frentista Rafael Aparecido da Silva Romão Campolim, 23, trabalha em um posto de combustíveis à margem da rodovia e cansou de presenciar acidentes. "São uns três por semana. Quando eu não escuto e barulho da freagem, ouço o som da sirene do carro de socorro do Corpo de Bombeiros", conta. 
No Jardim Tatiana, o vendedor Jean Marcelo, 42, observa há oito anos o movimento no trecho inicial da SP-264. "Pouca coisa mudou, só tiraram uma parte do barranco e terraplanaram o outro lado", conta.

O comércio em que Marcelo trabalha fica perto do acesso do bairro à rodovia. Mas, para sair de lá, ele faz outro caminho: dá a volta pela fábrica da Coca-Cola para chegar à rodovia Raposo Tavares (SP-270). "Senão eu corro o risco de ficar preso no trânsito e ainda levar uma batida na lateral."

Região de Sorocaba continua em alerta e reforça combate à dengue

Votorantim (SP) pode chegar a três mil casos, diz Secretaria da Saúde.
Nebulização é realizada diariamente em Salto de Pirapora (SP).
Veja o vídeo da reportagem do G1/TV Tem - Clique aqui! 
A região de Sorocaba (SP) continua em alerta por causa do aumento no número de casos da dengue. Em Votorantim (SP), a Secretaria de Saúde estima que até junho, o município chegue a três mil casos. Já em Salto de Pirapora (SP), novos profissionais vão reforçar as equipes de combate ao mosquito transmissor.

Em Salto de Pirapora, a nebulização tem sido feita diariamente nos bairros. O veneno mata os mosquitos transmissores da dengue. No total, 20 funcionários atuam diretamente no combate à doença. Este ano, já foram confirmados 310 casos de dengue no município e só no fim de semana, 45 suspeitas chegaram à Secretaria de Saúde.

Para tentar controlar o número de casos, a prefeitura já havia decretado estado de emergência, que permite a contratação de reforços de forma mais rápida. Um edital deve ser publicado esta semana para preencher 15 vagas na área da saúde. Segundo a secretária da saúde, Rita de Cássia Galante de Carvalho, diversas medidas já foram tomadas.
Reprodução vídeo da reportagem G1/TV Tem Sorocaba
“As unidades de saúde da família foram preparadas para prestar soroterapia aos pacientes e direcionamos os funcionários nos setores de maior demanda. Em apoio à Santa Casa também, a gente auxilia na notificação e expandimos o horário de laboratório”, explica Rita.

Outra preocupação tem sido com as borracharias que acumulam pneus. Equipes de zoonoses têm orientado os comerciantes para o descarte correto dos pneus. Quatro caminhões com esse material já foram retirados da cidade.

Dengue em Votorantim

Em Votorantim, cidade que também decretou estado de emergência, parte dos funcionários contratados emergencialmente pela prefeitura já se apresentou. No total, 25 novos trabalhadores devem ser chamados para dar suporte aos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde e nas ações pelos bairros.

O município já tem 170 casos confirmados em 2015, mas a Secretaria de Saúde estima que esse número possa chegar a três mil até o fim do período de transmissão, em junho. Nas ruas, o trabalho de orientação e nebulização é feito diariamente. “A gente passa nas casas avisando que vai ser feito a nebulização e é muito importante que as pessoas autorizem a entrada dos agentes porque, se uma casa deixa de passar, pode comprometer o nosso serviço”, destaca a agente Tania Mattoso.

Para conter o avanço da dengue, outras medidas foram tomadas: a Secretaria de Negócios Jurídicos entrou na Justiça com um pedido de mandado de segurança para que os agentes consigam entrar nos imóveis fechados ou que tenham resistência dos moradores. A prefeitura aguarda a decisão e um projeto de lei também deve ser enviado à câmara para punir quem não colaborar com a prevenção.

“Os agentes estão autorizados e uniformizados com identificação. Caso exista dúvida se aquela região está sendo visitada, o cidadão pode ligar para a Secretaria da Saúde para checar se eles estão trabalhando naquela área do município”, afirma Izilda de Moraes, secretaria de saúde.

PF prende suspeitos de fraude contra o Sistema Financeiro Nacional

Operação Flórida cumpre 91 mandados em 10 cidades de SP.
Esquema seria chefiado por empresário de Sorocaba.


Presos estão sendo ouvidos nas unidades da Polícia Federal (Foto: Natália de Oliveira/G1)
A Polícia Federal (PF) deflagou na manhã desta terça-feira (24) a Operação Flórida, que investiga uma quadrillha suspeita de praticar crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. O esquema, segundo a PF, era chefiado por um empresário de Sorocaba (SP). Ele é suspeito de controlar um esquema envolvendo transações com empresas norte-americanas. Cerca de 200 policiais federais cumprem nove mandados de prisão, 49 mandados de busca e 33 mandados de condução coercitiva em 10 cidades no estado, incluindo a capital.

De acordo com a PF, três empresas norte-americanas, sediadas na Flórida e controladas pelo empresário de Sorocaba, estariam envolvidas em transações financeiras suspeitas de envio de doláres clandestinamente para os Estados Unidos e para a China.

Os suspeitos se utilizavam do esquema, que utilizava de empresas de fachada e sócios “laranjas” ligados à organização criminosa. Ao longo da investigação já foram indiciadas 50 pessoas pela prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, lavagem de dinheiro, constituição de organização criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso.

De acordo com o Chefe da Unidade de Inteligência da Polícia Federal, delegado Valdemar Latânce Neto, seis pessoas foram presas em Sorocaba e duas em São Paulo. Um nono suspeito está no exterior e no nome será passado para a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol). O nome do empresário de Sorocaba não foi divulgado.

As investigações contaram com a cooperação internacional do Serviço Secreto dos Estados Unidos e teve início em abril de 2014. Os mandados expedidos pela 2ª Vara Criminal Federal de Sorocaba estão sendo cumpridos pelos policiais federais em Sorocaba, São Paulo, Itapetininga, Itu, Indaiatuba, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora, Guarujá, Itapeva e Franca.

Os presos estão sendo ouvidos nas unidades da PF mais próximas dos locais do cumprimento dos mandados. Outras pessoas serão intimadas a comparecer na Delegacia de Polícia Federal em Sorocaba para serem ouvidas sobre suas relações com o grupo criminoso.


PF estima que quadrilha enviava pelo menos US$ 10 mi por mês ao exterior

Operação Flórida foi deflagrada nesta terça-feira (24).
Empresário de Sorocaba foi preso suspeito de evasão de divisas.

Veja o vídeo da reportagem do G1 Sorocaba - Clique aqui!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Prefeito diz não achar necessário lixeiras maiores no centro da cidade

Foto: Jornal da Cidade
Em resposta ao requerimento do vereador Sérgio Ventura (PT), que questionava sobre a possibilidade de instalação de lixeiras na região central e em especial praças e avenidas, o prefeito Santelmo Xavier Sobrinho relatou em ofício que já existem lixeiras no local e que não acredita que exista necessidade de implantação de lixeiras maiores, já que por lá são jogados lixos de pedestres e não depositados em grande quantidade.

Foto: Montagem Adriano Vincler


domingo, 22 de fevereiro de 2015

Dois acidentes no mesmo local na SP-264 na entrada de Salto de Pirapora


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Sessão é marcada por discussões extensas, um veto é mantido e o outro é derrubado

Foto: Arquivo Câmara Municipal de Salto de Pirapora

Foram duas horas e meia de sessão na Câmara Municipal na noite de ontem com mais de vinte oficios do executivo em resposta aos requerimentos das duas sessões anteriores e muito debate sobre os vetos as emendas.

A Emenda Aditiva do legislativo que altera o Projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) que possibilitaria a construção de um complexo esportivo para a prática de skate foi vetada pelo prefeito e ontem mantida pelos vereadores. "Após a apresentação do projeto do Secretário de Planejamento, Francisco Henrique de Assis, que já existe uma programação para a construção de uma pista de skate no Jardim Agenor e outra em um complexo esportivo que será criado, eu acredito que seja melhor manter esse veto", explica a vereadora Keli Luciana Ortiz (PDT) sobre seu voto favorável ao veto. Os demais vereadores partilharam do mesmo pensamento, dizendo que dariam um voto de confiança para que o projeto se realize. Os vereadores do PT, Alex Ferreira de Souza e Sérgio Ventura, votaram contra o veto, alegando que o atual projeto não passa de um papel, sem verba efetivamente disponível para a construção.


Já o veto a Emenda Modificativa que pede o valor de R$ 1 milhão para aquisição equipamentos médicos e mobília para Santa Casa foi derrubado. "Quero deixar claro que não sou contra a construção de um hospital municipal como o senhor prefeito pretende, só entendo que no momento não há nada de palpável para realizá-lo, nem sequer um projeto no papel. Assim que tiver condições financeiras eu certamente darei meu apoio", relata Keli Ortiz. Essa emenda foi vetada com a justificativa de que há planos para a construção de um hospital municipal, porém a verba destinada para o município esse ano terá uma descompensação, sendo a arrecadação menor que as despesas, inviabilizando tal construção no momento.

Votaram a favor do veto Izarildo Moreira Farrapo (PDT) e Messias Pinto (PMDB), sendo a maioria desfavorável e derrubando-o. O prefeito tem 48 horas para promulgá-lo caso contrário o presidente da câmara, Jurandir Matos de Almeida (PMDB) o fará, entrando assim a emenda no orçamento de 2015.



terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Saiba mais sobre as Emendas e entenda melhor o caso - Clique aqui!

O prefeito Santelmo encaminhou os vetos para as Emendas ao orçamento de 2015 na Câmara Municipal, as Emendas que foram votadas no final do ano de 2014 e que foram aprovadas pelos vereadores, agora vai depender dos vereadores manterem o veto, ou manter as Emendas ao orçamento para a destinação de recurso para a construção da pista de skate que o prefeito não pretende construir, e também a Emenda de R$1 Milhão que seria para a construção de um Hospital Municipal e os vereadores destinaram esse valor para Santa Casa da cidade, segundo os vereadores não haveria a necessidade da construção de um Hospital Municipal destinando o valor para manter a estrutura da Santa Casa local.

Lar Criança Feliz está precisando de doações


O Lar Criança Feliz pede a colaboração de quem puder ajudar com de doações de leite Aptamil 3, leite ninho 1, Sustagem, produtos de higiene como shampoo infantil, sabonete, pomada para assadura, lenço umedecido, além de material escolar e uma mochila ( de menina), frutas e verduras sempre serão bem vindas.


As doações podem ser levadas na Rua Roque Moreira de Souza, 205 ( rua do Galvão Borracharia ), para Claudia Costa.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Dengue faz prefeitura de Salto de Pirapora decretar emergência

Cidade confirma 290 casos e irá contratar mais profissionais da saúde.
Em Votorantim, agentes estão com dificuldades para entrar nas casas.


A Prefeitura de Salto de Pirapora (SP), decretou estado de emergência por causa dos casos de dengue na tarde desta quinta-feira (19).

A cidade está com 290 casos confirmados e, segundo informações da prefeitura, 17 diagnósticos positivos foram contraídos fora da cidade.

A prefeitura ainda ressalta que o estado de emergência no município permite que o processo de combate ao mosquito seja mais eficaz. A prefeitura ainda informou a contratação de profissionais para intensificar a ações.,

Votorantim
A cidade de Votorantim (SP) também decretou estado de emergência hoje por conta do grande número de casos de dengue registrados no município. Este ano já foram confirmados 170 casos de dengue na cidade.

Segundo o prefeito Erinaldo Alves da Silva, a medida alerta os moradores e também permite à administração municipal maior agilidade na contratação de profissionais e ampliação de agentes que atuam no combate ao mosquito transmissor. Os casos em Votorantim são registrados em todas as regiões, mas nos bairros Parque Bela Vista, Jardim Serrano, Jardim Archila, Jardim Tatiana e Vila Garcia.

A Secretaria de Negócios Jurídicos de Votorantim vai entrar ainda nesta semana com um pedido na Justiça para que os agentes de combate à dengue possam entrar em imóveis fechados, abandonados ou que o morador impeça o trabalho. Um projeto de lei também está sendo elaborado para criar uma multa para os moradores que comprometerem as ações.


Confira a programação de coletas do Cidade Limpa 2015 em Salto de Pirapora

Iniciativa é da TV TEM, em parceria com as prefeituras da região.
Material coletado vai para um ponto de apoio e, depois, para a reciclagem.


Confira abaixo a programação de coletas do Cidade Limpa 2015 em Salto de Pirapora. O caminhão do projeto irá passar pelas ruas da cidade para recolher os materiais descartáveis das calçadas.

Roteiro da coleta dos materiais do Cidade Limpa em Salto de Pirapora - coletas de 23 a 27/03:

> Dia 23/03 (segunda-feira)
Jardim Paulistano, Jardim América, Jardim Bandeiras, Jardim Cachoeira e Recanto São Manoel I e II;

> Dia 24/03 (terça-feira)
Jardim Santa Helena, Jardim São Carlos, Campo Largo, Jardim Daniel D. Haddad, Jardim Santa Bárbara, Jardim Avenida, Jardim Terras de São João e Vila Xavier;

> Dia 25/03 (quarta-feira) 
Jardim Primavera, Ana Guilherme, Vila Santa Isabel, Jardim Luar, Jardim Conde Matarazzo, Jardim Vera Lucia, Jardim Bela Vista e Centro;

> Dia 26/03 (quinta-feira)
Florianos, Jardim São Paulo, Jardim Maria José, Jardim Maria Clara, Jardim Teixeira dos Santos, Jardim Agenor Leme dos Santos, Jardim Áurea e Vila Elizabeth;

> Dia 27/03 (sexta-feira)
Santa Maria, Jardim Alvorada, Jardim Silva Barros, Jardim Alexandre, Jardim Amélia, Vila Santa Julieta, Jardim Ilha das Flores e Recanto Cidade Nova.

Informações: (15) 3491-9595

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Moradores do Jardim Paulistano questionam despejo de entulhos próximo de residências

Em uma página da rede social Facebook, moradores da rua Roque Martins Fogaça no Jardim Paulistano questionam o despejo de entulhos em um terreno que fica bem próximo das residências e ao lado da empresa frigorifica do bairro.

Até mesmo um escorpião foi encontrado dentro do quarto de uma das residências.


sábado, 14 de fevereiro de 2015

Acidente mata filho de policial rodoviário de Salto de Pirapora

Notícia do Blog Toni Silva Sorocaba


Km 117,5 da Rodovia João Leme dos Santos (SP-264)
No início da manhã de sábado (14/02),  ao trafegar pelo km 117,5 da Rodovia João Leme dos Santos (SP-264) um utilitário Montana  teria invadido a contramão de direção e provocou colisão frontal com um automóvel Celta de cor branco.



O condutor do Celta, Matheus Nascimento Sanches de 26 anos, e o motorista do Montana, Fábio do Prado e o passageiro do utilitário Montana, Vanderson Medeiros foram levados ao hospital.

Matheus Sanches, morador da Rua Gonçalo Correia, Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora, não resistiu às lesões e faleceu na Santa Casa daquela cidade. A vitima fatal é filho de um policial rodoviário morador da mesma cidade. Os sobreviventes moram em Sorocaba.






______________________________________


Duplicação da João Leme dos Santos - Onde estão as máquinas?


Quem utiliza diariamente a rodovia João Leme dos Santos (SP-264) afirma que as obras de duplicação estão em ritmo de "tartaruga". A rádio Cruzeiro FM percorreu o trecho entre Sorocaba e a Ufscar, no dia 12/02/2015. 

Um jovem morreu após ter sofrido um acidente na rodovia João Leme dos Santos (SP-264), na manhã deste sábado (14/02). Matheus Nascimento Sanches, 26 anos, estava transitando pela via sentido Salto de Pirapora/Sorocaba, quando o motorista de uma GM Montana, que seguia pela pista contrária, invadiu a contramão, causando uma colisão frontal entre os dois veículos.
E a duplicação da rodovia? Ouvintes reclamam da ausência quase que total de máquinas trabalhando nas obras! Veja as imagens, captadas na última quinta-feira, que comprovam um número mínimo de homens trabalhando.




Ritmo de obras na SP-264 gera reclamações

Apesar do DER afirmar que melhorias estão dentro do cronograma, quem passa pela rodovia reclama de lentidão
Quem passa pela rodovia João Leme dos Santos (SP-264), que liga Sorocaba a Salto de Pirapora, tem a sensação de que as obras de duplicação estão paralisadas para o lado de Sorocaba. Nos últimos dias, as máquinas que deveriam estar operando têm permanecido paradas no canteiro de obras. Para o lado de Salto de Pirapora, é possível observar movimentação de caminhões e funcionários, mas o ritmo, segundo usuários, parece estar lento. O governo estadual admitiu, em janeiro, que as obras irão atrasar, mas, não por conta das férias coletivas de final de ano nem por causa da chuva, e sim porque levou mais tempo do que era previsto para definir onde seriam instalados dispositivos como rotatórias, passarela e retorno nas imediações da universidade. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou, em entrevista anteontem no Jornal da Cruzeiro Primeira Edição, transmitido pela Cruzeiro FM 92,3, que as obras não estão paralisadas e que já foram executados 24% no lote 1 (da rodovia Raposo Tavares ao campus da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar) e 79% no lote 2 (do km 102 ao km 119,5 - Salto de Pirapora).

Apesar do percentual, ouvintes participaram do radiojornal por whatsapp e questionaram a demora das obras e a ausência da operação das máquinas. A reportagem do jornal Cruzeiro do Sul percorreu o trecho onde ocorrem as obras de duplicação e registrou grande movimentação de veículos nos dois sentidos da rodovia e pontos de riscos de acidentes, como em rotatórias e trevos, além de certa confusão por conta da sinalização precária às margens da SP-264. Há placas de velocidade máxima de 40 km/h e de 60 km/h; outras informando redução de velocidade e trechos com degraus na pista, mas são insuficientes para orientar os motoristas, em especial à noite ou em dias de chuva. Aliás, os acostamentos construídos nos dois sentidos são verdadeiras armadilhas e se, por ventura, algum veículo se desgovernar poderá até capotar em razão dos desníveis.

Todos os dias, muitas pessoas cruzam a rodovia nos dois sentidos, pois há quem mora em Salto de Pirapora e trabalha em Sorocaba e vice-versa, além do movimento de universitários no campus da Universidade Federal de São Carlos (UfsCar). Há condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais ao longo da pista. O DER que afirma que as obras não estão paralisadas, contrapondo as reclamações de ouvintes e leitores, diz que as chuvas criaram certa dificuldade aos serviços de terraplenagem porque as máquinas são pesadas e não conseguem operar com o solo molhado. No entanto, para os usuários, outros serviços poderiam ser feitos, como limpeza de pistas e melhoria da sinalização.

A previsão do DER é de conclusão para junho deste ano. No entanto, em janeiro, o órgão observava que pelo menos as obras entre a rodovia Raposo Tavares e o campus da UFSCar só serão concluídas em dezembro deste ano.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Todas as cidades que fazem divisa com Sorocaba confirmaram casos de dengue

A soma das ocorrências nos municípios vizinhos chega a 512. A pior situação é a de Salto de Pirapora

As oito cidades que fazem divisa com Sorocaba estão com casos confirmados de dengue em 2015. Juntos, os diagnósticos positivos somam 512. A pior situação é vista em Salto de Pirapora, com 218 ocorrências para uma população de 43 mil habitantes. Em seguida aparecem Iperó, com 150, e Votorantim, com 107. Alumínio aparenta mais tranquilidade, pois neste ano registrou somente duas pessoas doentes.



Os dados da dengue de Salto de Pirapora foram apresentados ontem pela secretária municipal da Saúde, Rita de Cássia Galante Carvalho. Além dos 218 casos confirmados, outros 102 estão sob investigação. Segundo o vereador Donisete (PT), que teve acesso aos números mais recentes da doença, a situação da dengue em Salto de Pirapora preocupa. "Certamente o Legislativo tomará alguma providência nos próximos dias para cobrar a Prefeitura", diz.


Em Iperó permanece em 150 o número de casos confirmados de dengue. Todos os registros, de acordo com a Prefeitura, ocorreram no bairro George Oeterer - distante aproximadamente 10 quilômetros de Sorocaba. No mês passado, a Prefeitura de Iperó realizou a nebulização dos bairros mais afetados e uma operação paralela em George Oeterer. Foram recolhidas 22 toneladas de resíduos com a ajuda de três caminhões.

Quem decretou o estado de emergência devido à dengue foi Votorantim (veja a reportagem nesta página). A decisão foi tomada porque os casos passaram de 52 para 107 em menos de uma semana. Os casos estão distribuídos em todas as regiões da cidade, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Não existe nenhuma localidade em situação confortável, mas há uma concentração maior nas regiões do Parque Bela Vista, Jardim Serrano, Jardim Archila, Jardim Tatiana e Vila Garcia.

Já o enfermeiro chefe de Divisão de Vigilância Epidemiológica de Mairinque, Luiz Pinheiro, informou o registro de 51 casos suspeitos de dengue neste ano no município. Apenas cinco foram confirmados por exames laboratoriais e outros seis aguardam os resultados. Segundo Pinheiro, todos os cinco casos positivos são importados. "Não há nenhum registro de morte por causa da doença", comenta. Os agentes controladores de vetores têm trabalhado diariamente na cidade nos locais onde residem os suspeitos. O grupo realiza o bloqueio com o objetivo de eliminar qualquer tipo de foco do mosquito e levar informações à população.

Na cidade de Alumínio houve dois registros da doença: um em janeiro e outro em fevereiro. Além deles, um terceiro é considerado suspeito e aguarda o resultado de exames. A diretora de Divisão de Saúde das Pessoas da Prefeitura de Alumínio, enfermeira Maria Clara Cerioni, disse que campanhas têm sido feitas nos órgãos oficiais de comunicação para alertar a população. "Não podemos deixar que a doença avance", conta.

De acordo com o veterinário Paulo Barreto, coordenador da Zoonoses de Alumínio, atualmente trabalham dois agentes na função de encontrar criadouros do mosquito. "Mas já foi feito um concurso e em breve teremos mais quatro", comemora. "Pois a população é resistente e continua a manter focos da dengue em casa, mesmo com toda a campanha de alerta", completa.
Na também vizinha Itu, a Secretaria Municipal da Saúde registrou neste ano cinco casos autóctones e nove importados de dengue. No mesmo período de 2014 foram identificados no município seis casos autóctones de dengue e nenhum importado.

O trabalho de combate à dengue em Itu é realizado de forma contínua pelo serviço de Controle de Vetores e pela Vigilância Epidemiológica, independente do registro de casos na cidade ou em municípios vizinhos. Diversas ações são promovidas como, por exemplo, visitas nas residências, orientações, controle químico quando necessário, acompanhamento dos pacientes com dengue, busca ativa de suspeitos e constante treinamento da equipe de trabalho.

Notícia publicada na edição de 13/02/15 do Jornal Cruzeiro do Sul



Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos