Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

terça-feira, 25 de março de 2014

R$ 390 mil em emendas para Salto de Pirapora

Deputado Hamilton garante R$ 390 mil em emendas para Salto de Pirapora

Acompanhado dos vereadores Alex, Donisete e Sergio, Hamilton visitou o gabinete do Prefeito Santelmo Sobrinho (PMDB).
Em visita ao município de Salto de Pirapora no último dia 28/2, o deputado estadual Hamilton Pereira (PT) informou que foram aprovadas ao Orçamento Estadual de 2014 três emendas de sua autoria para a cidade, totalizando R$ 390 mil em investimentos. As demandas foram encaminhadas ao parlamentar pela bancada de vereadores do PT.

Em encontro na Câmara Municipal, o deputado Hamilton foi recebido pelo presidente do legislativo, Francisco de Assis Henrique de Oliveira (PMDB), e pelos vereadores Alex Ferreira de Souza (PT), Donisete Antonio Correa Barbosa (PT), Jurandir Matos de Almeida (PMDB), Keli Luciana Ortiz (PDT) e Sérgio Ventura (PT). Os vereadores agradeceram ao parlamentar pela atenção com que trata as demandas da população de Salto de Pirapora.

Na ocasião, ele convidou os vereadores a participarem da audiência pública que discutirá o projeto que cria a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A atividade ocorreu no dia 17 de março, na Câmara Municipal de Sorocaba. "É importantíssimo que estejam representados o Executo e o Legislativo de cada um dos 26 municípios inclusos no projeto", afirmou Hamilton.

Além de Salto de Pirapora, integram a RMS os municípios de Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim.

Durante visita ao prefeito Santelmo Xavier Sobrinho (PMDB), o parlamentar entregou ofício com as emendas aprovadas, sendo R$ 100 mil para ampliação e modernização de calçamentos de parques e da malha das pistas de caminhada, mais R$ 150 mil para obras e infraestrutura urbana e R$ 140 mil para a construção de uma pista de skate.

O prefeito agradeceu o parlamentar e se comprometeu a acompanhar e cobrar do Governo do Estado a liberação dos recursos. Segundo Hamilton, as emendas deverão ser liberadas em breve. "Por ser um ano atípico, com a Copa do Mundo e as eleições, os convênios deverão ser assinados ainda no primeiro semestre", explicou.


Saiba mais como Salto de Pirapora conquistaram esses investimentos importantíssimos para o Município - Clique aqui!


Veículo capota em rodovia e mulher morre em Araçoiaba da Serra

Acidente na Rodovia Raposo Tavares e deixou mais três feridos. 
Segundo a polícia, vítimas estavam sem cinto de segurança.
Veículo capotou na Raposo Tavares em Araçoiaba da Serra  (Foto: Felipe Vieira/TEM Você)
Uma mulher morreu e outras três pessoas ficaram feridas após um acidente na manhã deste domingo (23) na rodovia Raposo Tavares, entre Araçoiaba da Serra e Sorocaba (SP). O grupo havia acabado de sair de uma festa e de acordo com informações da Polícia Rodoviária, a motorista perdeu o controle da direção do veículo e capotou cerca de 400 metros depois da saída do local.

Com o impacto, a passageira da frente, de 36 anos, morreu.  A motorista e os passageiros do veículo estavam sem cinto de segurança, segundo as primeiras investigações da polícia.

A motorista ficou gravemente ferida e dois rapazes que estavam no banco traseiro sofreram ferimentos leves. As vítimas foram socorridas pela concessionária que administra a rodovia e encaminhadas para o pronto-socorro, onde passaram por atendimento.

Devido ao acidente, o tráfego de veículos teve que ser desviado para o acostamento até a chegada da Perícia Técnica, mas foi normalizado por volta das 11h.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Adolescente envolvido com o tráfico próximo a escola em Salto de Pirapora é enviado para Fundação Casa

Ao realizar patrulhamento pela Rua Roberto Machado, no Jardim Madalena, em Salto de Pirapora, uma equipe da Polícia Militar avistou quatro indivíduos que ao perceberem a presença da viatura saíram correndo, porém um deles foi alcançado. Os outros três fugiram.

O adolescente carregava uma sacola plástica contendo 38 frasconetes com cocaína, pesando 31 gramas da substância proibida. A droga foi apreendida, e o adolescente G.S.G apresentado na delegacia daquela cidade. O grupo estava a 300 metros de uma unidade de ensino fundamental.

O delegado Gilberto Montenegro Costa Filho registrou o caso de ato infracional por tráfico de entorpecente, e depois encaminhou o menor para receber medidas socioeducativas na Fundação Casa, em Sorocaba. O caso aconteceu na sexta-feira à tarde (21/03).

O pai da professora Amanda Rúbio atingida por tiro em Salto de Pirapora diz que a bala alojou-se próximo ao pescoço, mas não ameça movimento dos membros

Foto:  Rede Social Travados SP-264
O sr Wagner da Silva Rúbio, pai de Amanda Rúbio, 19 anos, disse ao Blog Toni Silva Sorocaba, que o tiro atingiu o ombro de sua filha, e a bala alojou-se próximo ao pescoço da jovem. Contudo, ela está consciente e conversando com os familiares. Preliminarmente à gravidade da lesão não ameaça o movimento dos braços e pernas.

Amanda está internada desde a madrugada de domingo (23/03), no Hospital Regional de Sorocaba. A jovem que é professora de academia, e mora no Jardim Bandeira em Salto de Pirapora foi vitima de tentativa de roubo, quando trafegava com uma Montana, no sábado à noite (22/03), pela Rua Teixeira do Espirito Santo, centro daquela cidade.

Dois marginais tentaram roubar uma motocicleta, mas não conseguiram, e em seguida investiram para roubar o carro da jovem, mas como ela tentou evitar o roubo, os criminosos atiraram e depois fugiram a pé, sem levar o veículo. Amigos da jovem estavam em outro carro logo atrás do carro dela descreveram a cena para os familiares da vitima.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Obras de duplicação da SP-264 obedecem cronograma, diz DER

Várias frentes de trabalho podem ser vistas na  rodovia João Leme dos Santos e enchem de esperança quem mora ou trafega por aquela região - PEDRO NEGRÃO
As obras de duplicação da rodovia João Leme dos Santos (SP-264), que liga Sorocaba a Salto de Pirapora, seguem dentro do cronograma previsto, de acordo com informações do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A obra, orçada em R$ 114,1 milhões, deverá ser concluída em fevereiro de 2015. Entre os quilômetros 102 e 119,5 é possível verificar várias frentes de trabalho, como obras de terraplenagem, sistemas de drenagens, entre outras. 

A pista que faz parte do lote 1 (trecho próximo à Universidade Federal de São Carlos - Ufscar) é de responsabilidade da Construtora Gomes Lourenço. O lote 2 (próximo à chegada da cidade de Salto de Pirapora) é de responsabilidade da empresa Compec Galasso Engenharia e Construções Ltda. É possível verificar em quase todo o trajeto máquinas trabalhando na terraplenagem do local. Para que haja segurança, funcionários das construtoras realizam em trechos alternados o sistema "Pare e Siga", onde uma pista é interditada e o trânsito é revezado na outra pista. 

Enquanto as obras seguem, os moradores dos bairros que ficam próximos à margem da SP-264 e motoristas já começam a sentirem-se mais seguros em relação aos perigos que a rodovia representava. "Embora não tenha terminado a gente já fica mais tranquilo em saber que não vai ter mais problemas. Espero que seja feita logo a passarela para que as pessoas não precisem mais atravessar a pista", afirma a dona de casa Janice Souza, 34. 

O frentista Leandro de Oliveira, 28, contou que onde ele trabalha os motoristas têm se mostrado bastante satisfeitos com a obra. "Embora eles reclamem de que trafegar com obras na pista não é muito bom." Ele também conta que não tinha acreditado quando soube que as obras iriam, de fato, acontecer. "Porque demorou muito", afirmou. 

Wenderson de Oliveira, 29, contou que já viu várias pessoas morrerem atropeladas ou em acidentes na SP-264. "Com a construção da passarela e com a duplicação acho que irá melhorar. Espero que parem de morrer pessoas." Ele vê também melhorias para a região. "Com a duplicação, o local será mais valorizado." Em relação às desapropriações, o DER informou que seguem em andamento os 51 processos judiciais.


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

terça-feira, 11 de março de 2014

Mascarado rende mulher em Salto de Pirapora e ameaça matá-la

Uma operadora de caixa de 45 anos saiu da casa de uma amiga em seu carro, e foi em direção a sua residência localizada no Bairro Campo Largo, em Salto de Pirapora. Após estacionar o carro e tentar abrir a porta da casa, ela foi rendida por um elemento mascarado que empunhando uma tesoura exigiu que a mulher retornasse ao carro, e assim aconteceu. O criminoso sentou no banco do carona e por exigência dele o veículo seguiu em direção ao Bairro Rio Verde, em Araçoiaba da Serra.

Durante o trajeto, o criminoso dizia que precisava encontrar um rio para lançar o corpo da mulher. O delinquente se apossou do celular da mulher e, quando o aparelho era acionado, ele respondia com informações que somente familiares, ou quem conhecia a mulher saberia. O criminoso ainda dizia que iria cortá-la em pedaços.

De Araçoiaba da Serra, ele a obrigou a conduzir o automóvel até em frente o condomínio Granja Olga, em Sorocaba onde terminaram as ameaças, porque o carro começou a falhar por insuficiência de combustível. Naquele momento a mulher informou ao criminoso que iria faltar combustível.

Ele aranhou o corpo da mulher com a tesoura e depois cortou o vestido dela, em seguida afirmou "dias melhores virão, se cuida" e saiu do carro desaparecendo. A mulher acionou a Polícia Militar. Ela foi levada ao Hospital Regional de Sorocaba. Um detalhe observado pela polícia, é que havia dinheiro na bolsa da mulher, mas o criminoso não se interessou pelo dinheiro e nem pelo carro. Não foi sequestro porque não exigiu resgate.

A polícia atua nesse caso acreditando que o crime foi encomendado por alguém, e enxerga fortes indícios sobre o possível envolvimento nesse crime. O caso aconteceu no final da noite de sábado (08/03), e terminou na madrugada seguinte. Por causa desse episódio, a mulher foi orientada a ficar fora da casa dela por alguns dias; ela seguiu a orientação.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Vítima de acidente na SP-264 não foi identificada

O motorista que dirigia o Santana e morreu carbonizado segunda-feira à noite em Salto de Pirapora ainda não foi identificado. Também não se sabe se era homem ou mulher. A polícia confirmou, porém, que era só uma pessoa que estava no veículo. A colisão frontal do Santana contra um Fox aconteceu no quilômetro 118 da rodovia João Leme dos Santos (SP-264), entrada de Salto de Pirapora, conforme noticiado ontem. Os dois carros se incendiaram. A rodovia passa por obras de duplicação. 

O motorista do Fox, Rivani de Oliveira Santos, 37 anos, foi retirado do carro por um motociclista que parou para ajudar. Rivani está hospitalizado. Ele mora em Salto de Pirapora e deverá ser ouvido pela polícia sobre as circunstâncias do acidente assim que tiver condições. Rivani foi levado inicialmente para a Santa Casa de Salto de Pirapora, transferido para o Hospital Regional de Sorocaba e na madrugada de ontem, para o Hospital Samaritano, também em Sorocaba, onde permanecia internado. 

O estrago provocado pelo fogo, no Santana, também prejudicou a identificação do veículo, que poderia levar ao nome do motorista. O incêndio destruiu inteiramente os dois carros, inclusive as placas. Nos primeiros momentos depois que o fogo foi apagado pelos bombeiros, havia dúvida se no Santana viajava uma ou mais pessoas. 

Conforme a posição dos dois veículos, o Santana seguia de Sorocaba para Salto de Pirapora e o Fox no sentido contrário, em manobra de ultrapassagem. O corpo carbonizado do motorista do Santana está no IML de Sorocaba. A confirmação da identidade poderá ser feita pela arcada dentária.


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Motorista morre carbonizado em acidente de trânsito na SP-264

Após colisão frontal, carros pegaram fogo; outro motorista ficou ferido.
Acidente foi no início da noite desta segunda-feira (3), em Salto de Pirapora.

Internauta registrou momento do incêndio em acidente na SP-264 (Foto: Fabiano/TEM Você)
Um motorista morreu carbonizado depois de se envolver em um acidente de trânsito na rodovia João Leme dos Santos (SP-264), em Salto de Pirapora (SP), no início da noite desta segunda-feira (3). Segundo a Polícia Rodoviária, dois carros bateram de frente no km 118, na entrada da cidade. Com a força do impacto, os veículos pegaram fogo.
Acidente de carro na rodovia João Leme dos Santos em Salto de Pirapora (Foto: Gilson Tirolla)Dois carros pegaram fogo após colisão frontal
(Foto: Gilson Tirolla/TEM Você)
Ainda conforme a Polícia Rodoviária, um dos motoristas ficou preso às ferragens, não conseguindo escapar das chamas. Peritos não conseguiram identificar o sexo da vítima.
O outro motorista, um homem de 37 anos,  foi socorrido e levado ao Pronto Socorro da cidade em estado grave.
De acordo com a Guarda Municipal, que também ajudou no resgate, o motorista foi transferido para o Hospital Regional de Sorocaba (SP).
A Polícia Rodoviária não soube informar a causa do acidente, apenas que a pista estava seca e que o local do acidente é trecho de reta com pista simples. A polícia também informou que havia obra sendo realizada na via, porém, devidamente sinalizada.
Telespectadores da TV TEM que passavam pela rodovia registraram o acidente. Eles enviaram fotos por meio do aplicativo TEM Você.



segunda-feira, 3 de março de 2014

Polícia de Salto de Pirapora leva dois ao calabouço por causa de tráfico

Dois homens foram detidos na madrugada de segunda-feira (03/03), acusados de infração ao artigo 33 da lei 11.343/2006 (lei de tóxico).

Lucas Gustavo Fogaça de 20 anos foi abordado na Rua Zulmira Pintor, Vila Madalena, periferia de Salto de Pirapora e com ele foi encontrado uma trouxa contendo maconha.

A abordagem ao Lucas ocorreu em frente a residência de Francisco Brito da Silva Neto de 31 anos. No interior da casa de Francisco Brito, a polícia localizou várias porções de maconha escondidas em um buraco na parede da casa.
As duas quantidades da substância somaram 286 gramas de maconha.

Os dois foram levados para a delegacia daquela cidade e depois foram encaminhados para a cadeia transitória de São Roque, posteriormente eles serão transferidos ao Centro de Detenção Provisória de Sorocaba.

sábado, 1 de março de 2014

Gaeco divulga como ocorria a corrupção na Ciretran de Piedade

Com a cobrança indevida de R$ 20,00 por veículo vistoriado, o delegado titular da Ciretran de Piedade, José Chaves de Mello, seu filho, Douglas Chaves de Melo, e o vereador Marcos Pinto de Camargo (PSDB), o Marquinhos da Ciretran, teriam lucrado aproximadamente R$ 300 mil a partir de 2011. O valor, que seria decorrente do esquema de corrupção iniciado ainda em 2010 contra as empresas de vistoria veicular, foi divulgado pelos promotores do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, e pelos promotores de Piedade, quando também informaram, durante coletiva ontem pela manhã, que o delegado e o vereador permanecerão presos, agora preventivamente. Apenas o filho do delegado foi liberado, mas mediante medidas cautelares a fim de não atrapalhar o processo. O Ministério Público apresentou denúncia de concussão e formação de quadrilha. Além dos promotores do Gaeco, Cláudio Bonadia de Souza e Antonio Domingues Farto Neto, participaram da coletiva os promotores Ricardo Hildebrand Garcia, e Vanessa Therezinha Sousa de Almeida, ambos de Piedade, que deram início à investigação. 

Ontem, os promotores detalharam como funcionava o esquema de corrupção, e explicaram o porquê de não responsabilizarem as empresas por corrupção passiva. Segundo eles, os empresários acabavam se rendendo à extorsão por medo de represálias, como por não poderem trabalhar. De acordo com o promotor Ricardo Hildebrand Garcia, o esquema de corrupção iniciado em 2010 só foi denunciado no final do ano passado por um empresário que, interessado em se instalar na cidade com uma empresa de vistoria veicular, soube da extorsão em conversa com os demais que atuavam no ramo. Isso, no entendimento dos promotores, já denota a intimidação exercida pelo delegado e vereador, devido aos seus cargos, sobre os donos das empresas de vistoria. 

Conforme o que foi especificado ontem, embora o esquema de corrupção funcionasse desde 2010, foi a partir de 2011 que o delegado teria instituído um livro pelo qual teria total controle sobre o montante de vistorias realizadas por cada uma das empresas, cuja distribuição inclusive era também determinada pelo delegado José Chaves de Mello. De cada vistoria, ao valor de R$ 90,00, os empresários tinham que repassar R$ 20,00. A entrega do dinheiro era feita por meio de envelope colocado dentro do referido livro, quando o mesmo ia para Ciretran a fim de ser conferido pelo delegado titular. 

Passado um tempo, a cota de vistorias permitidas era determinada por meio de fichas, e que enquanto não fossem preenchidas, nenhuma outra vistoria poderia ser agendada. Com o aumento para R$ 96,00, o repasse subiu para R$ 26, e ultimamente o repasse referente à vistoria de caminhão, que antes também era de R$ 20,00, subiu para R$ 30,00. A vistoria de caminhão custa R$ 120. 

Não bastasse o ganho obtido pela propina, o delegado também passou a exigir a segunda vistoria, o que também é ilegal. Segundo os promotores, a alegação era de que havia suspeitas de que as vistorias não eram feitas corretamente. Entretanto, para os promotores, o ideal seria então ele descredenciar a empresa que por acaso não trabalhasse direito, mas não exigir outra vistoria, cujo repasse também seria obrigatório. 

Os promotores acreditam que o valor parcialmente estimado de R$ 300 mil seja ainda maior, mas eles não souberam informar de que forma era feita partilha, se o dinheiro era dividido em partes iguais. 

Durante a investigação ficou claro que Marquinhos tinha a função de conferir os livros onde eram registradas as vistorias e coletar o dinheiro exigido. A conferência recebia ainda um carimbo com sua assinatura, para atestar a efetividade do pagamento. O filho do delegado, Douglas Chaves de Melo, se associou ao pai e ao vereador no final de 2012. 

Durante a coletiva, os quatro promotores falaram também da intenção do Ministério Público em ingressar com uma ação civil pública para responsabilizar os acusados pela prática de improbidade administrativa, podendo fazer com que percam seus direitos políticos e ainda exigir o ressarcimento do dinheiro obtido de forma ilícita. 

Como um xerife 

O pedido da alteração da prisão temporária para a preventiva, concedida pela juíza Francisca Cristina Müller de Abreu Dall"aglio, da 2ª Vara de Piedade, foi feito com base nos relatos das vítimas que se sentiam intimidadas pelo delegado e pelo vereador, tanto que um dos convocados a depor só compareceu após as prisões. Para demonstrar a pressão exercida pelos acusados sobre as testemunhas e vítimas, o promotor Ricardo Hildebrand Garcia citou que, ao saber que uma das testemunhas havia sido intimada a comparecer na Promotoria de Justiça, o delegado José Chaves de Mello a questionou sobre o motivo da convocação, além de exigir cópia das declarações prestadas. Para evitar qualquer represália à referida testemunha, Ricardo Hildebrand entregou-lhe uma cópia em que dizia nada saber a respeito do assunto. O promotor também comentou que por vezes, quando o pagamento da propina estava atrasado, que ele chegava a ir de viatura receber o dinheiro ilícito. 

Antonio Farto Neto atentou ainda que a influência era exercida também pelo fato do delegado dirigir a delegacia e a Ciretran há mais de 10 anos, e o vereador também possuir cargo público há mais de 20 anos. Segundo o promotor, "criou um clima de impunidade, uma vez que o delegado de polícia, que deveria proteger a comunidade, a roubava". 

Em seu despacho, a juíza entendeu haver "indícios suficientes de autoria e prova de materialidade", citando, em outro trecho, "que o nome do vereador Marcos foi amplamente citado em todos os depoimentos, como aquele que, juntamente com o delegado de polícia José Chaves de Mello, participava, de forma direta, na prática da exigência de vantagens indevidas em razão da função de funcionários públicos". Já no que se refere a Douglas Chaves de Mello, filho do delegado, a juíza determinou sua liberação, aplicando-lhe porém medidas cautelares proibindo seu acesso à Ciretran e às empresas de vistoria, bem como de se aproximar e manter contato com vítimas e testemunhas a menos de 500 metros. 

Serviço segue normal, diz Detran 

Apesar do afastamento do delegado José Chaves de Mello e do vereador Marcos Pinto de Camargo, o Marquinhos, que era funcionário da Prefeitura e trabalhava na Ciretran, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), informou que o atendimento ao público não foi prejudicado. 

De acordo com a nota enviada pela assessoria de imprensa, "os serviços que eram desempenhados por Marcos foram redistribuídos entre os outros funcionários. O atendimento segue normal, sem nenhum prejuízo ao cidadão, em nenhum serviço, seja relacionados a veículos ou à Carteira Nacional de Habilitação. O Detran informou ainda que, sem contar com o delegado, a Ciretran de Piedade tem dois oficiais administrativos, dois escrivães de polícia e dois funcionários da Prefeitura, já sem contabilizar o Marcos de Camargo. Já o filho do delegado, Douglas Chaves de Mello, não tinha nenhum vínculo oficial com a Ciretran. 

O Detran informou ainda que o órgão estadual está finalizando a convocação dos 1.200 aprovados no concurso público realizado no fim de 2013, que irão reforçar os quadros em todo o Estado. Para Sorocaba e mais 16 cidades da região, incluindo Piedade, estão previstas 82 vagas (50 de nível médio e 32 de nível superior). 


O cargo de diretor da Ciretran é ocupado agora pelo delegado assistente de Salto de Pirapora, Gilberto Montenegro Costa Filho.


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos