quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Vereadores do PT lançam blog para divulgar trabalho na Câmara

Os vereadores do PT-Partido dos Trabalhadores de Salto de Pirapora lançam blog para informar a população dos Atos do Legislativo Municipal, e as discussões em torno dos Projetos de Lei da casa e dos enviados pelo Executivo Municipal.

Além de todas as matérias divulgadas pela mídia na internet de Salto de Pirapora, agora a população da cidade pode conhecer mais os trabalhos realizados pelos vereadores do PT, Sergio Ventura (Siri do Gás), Donisete Correa Barbosa (Lilico), Professor Alex Souza, que recentemente lançaram um blog para divulgar os seus trabalhos.

Mensagem do Blog: Estaremos divulgando todas as informações do mandato dos vereadores do PT-Partido dos Trabalhadores de Salto de Pirapora, com o objetivo de manter uma transparência no mandato popular, ajudando nossa cidade a progredir, e garantir a qualidade de vida da nossa população através do nosso trabalho.

Quem quiser conhecer mais de perto os trabalhos realizados pelos vereadores, acesse o blog http://vereadoresptsaltodepirapora.blogspot.com.br/, além dos trabalhos, nele você encontra a história do vereador, contatos, fotos e agenda, que muito em breve estará disponível.

Visualização da página inicial do blog
____________________________________________________________________________

sábado, 26 de janeiro de 2013

Diretor do Deinter-7 admite carências


O delegado-geral Mauricio Blazeck, entre outras autoridades, prestigiou posse de Júlio Guebert - Por: Pedro Negrão

O novo diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-7) de Sorocaba, Júlio Gustavo Vieira Guebert, admitiu ontem que a Polícia Civil tem carências de investigadores, escrivães, delegados e policiais civis de uma forma geral. Ele tem 78 municípios sob a sua responsabilidade. "Eu tenho a seccional de Itapeva com sérias carências de pessoal, aqui em Sorocaba também", disse, embora sem citar números. Segundo ele, o delegado-geral de polícia, Luiz Mauricio Souza Blazeck, está providenciando concursos para as vagas já existentes e para a criação de novas vagas e isto será um processo que acontecerá "a médio prazo".

O assunto foi tema de entrevista ontem à noite, na Câmara de Sorocaba, por ocasião da solenidade de posse de Guebert no cargo de diretor do Deinter-7. Programada para ter início às 20h, a cerimônia começou às 21h50 com a chegada do delegado-geral de polícia, Luiz Maurício Souza Blazeck. O evento atraiu mais de 300 pessoas. O prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), foi cumprimentar Guebert. Compareceram também os prefeitos de Salto de Pirapora, Pilar do Sul, Cesário Lange, Iperó e Mairinque.

A participação de lideranças de outros segmentos também foi um termômetro do signficado da posse. Compareceram, entre outros, também os deputados federais Jefferson Campos (PSD) e Iara Bernardi (PT), os deputados estaduais Carlos Cezar (PSD) e Hamilton Pereira (PT), o presidente da OAB/Sorocaba, Alexandre Ogusuku, o diretor regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Antonio Roberto Beldi, o presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba, Valdir Paezani, e o delegado Wagner Giudice, do Departamento de Investigações Criminais (Deic). Além de vereadores de Sorocaba e região, promotores de justiça, o juiz Jayme Walmer de Freitas e representantes da Marinha, da Polícia Militar, da Guarda Civil Municipal.

Justiça decreta a extinção de 222 cargos na região

A medida atinge servidores de 7 cidades. Em Sorocaba são 68

Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo requereu entre 2008 e 2012, e a Justiça julgou procedente, a extinção de 222 cargos de comissionados criados ilegalmente em sete municípios da região, inclusive em Sorocaba. Por meio de ações diretas de inconstitucionalidade (Adins), ações civis públicas e Termos de Ajustamento de Conduta (TAC), o Ministério Público viu ilegalidade na edição de leis e nomeações que abriram caminho para apadrinhamentos e contratações de servidores pelo critério político, sem realização de concurso público.

O Tribunal de Justiça do Estado, instância que detém competência para apreciar e julgar atos normativos de prefeitos e Câmaras acolheu os pedidos de impugnações e declarou inconstitucional a criação de cargos em comissão que não retrataram atribuições de assessoramento, chefia e direção. De acordo com documentos da Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo, os 222 cargos solicitados à Justiça estão distribuídos nas cidades de Sorocaba, com 68 cargos; Capela do Alto, 82; Mairinque 11; Ibiúna 3; Pilar do Sul, 22; Salto de Pirapora, 6, além de Votorantim, com 30 cargos (veja reportagem nesta edição).

As ações questionaram preenchimento de cargos criados em afronta ao dispositivo da Constituição Estadual que remete ao artigo 37 da Constituição Federal, no qual destaca que a investidura em cargo público depende de aprovação prévia em concurso de provas e títulos, ressalvadas nomeações para postos em comissão. Levantamento do MP apurou que apaniguados foram contratados por executivos e legislativos para exercerem funções técnicas, burocráticas, operacionais e profissionais que "deveriam ser preenchidas por servidores públicos investidos em cargos de provimento efetivo".

Em Sorocaba, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) anunciou na semana passada que pretende reduzir dos atuais 198 para 165 o número de cargos de confiança em seu governo, um corte de 17%. Serão 33 cargos de segundo e terceiro escalões a menos até o final de fevereiro, cujos salários variam de R$ 2,3 mil a R$ 6,9 mil, em quase todas as secretarias. A medida, segundo ele, faz parte da reforma administrativa e vai ao encontro com manifestação feita no dia em que tomou posse, ao dizer que sua administração será "enxuta", além de atender a um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), firmado com o Ministério Público, no qual estabelecia uma redução desse quadro de servidores, ainda na gestão passada, quando havia 254 cargos. Porém, o TAC estabelece que o número de servidores seja de 119. A Procuradoria-Geral questiona na Justiça, que acatou a ação, 68 desses cargos.

Em nota, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio informa não conhecer os termos da citada ação. Informa ainda que o chefe do Executivo "pretende reduzir o número de cargos comissionados. Entretanto, fará todos os estudos necessários para se chegar ao número ideal, passando necessariamente por uma discussão junto à Câmara Municipal."

Casos na região

Em Capela do Alto, a Procuradoria-Geral de Justiça questionou, por meio de ação direta de inconstitucionalidade (Adin) a contração, em 2008, de 82 cargos de confiança para preenchimentos de vagas como encarregado de terminal rodoviário, coordenador de saúde, engenheiro civil, 10 médicos, 8 médicos plantonistas, médico veterinário, 2 vice-diretores de escolas. Diante da ação, os cargos foram extintos em 2011 e preenchidos por meio de concurso público.

Já em Mairinque a Procuradoria questionou a contratação, pelo então prefeito Dennys Veneri, de 11 cargos de confiança, inclusive ocupados por parentes, como a filha, o genro, a irmã, a sogra e um cunhado. A Justiça acatou e, mesmo os funcionários tendo sido exonerados a partir da nova administração, a ação ainda tramita e ele responde por improbidade administrativa.

Situação semelhante aconteceu em Salto de Pirapora, onde o órgão interviu em seis cargos criados pelo então prefeito Joel David Haddad (PDT), que também nomeou suas duas filhas, Jamile e Jaqueline Haddad, para ocuparem cargos de chefia na administração municipal.

Em Ibiúna, a Procuradoria questiona a contração, sem concurso público, de três cargos de confiança para ocupar funções de assessor jornalista, assessor financeiro e ainda assessor jurídico. Em março de 2011, o Tribunal de Justiça (TJ) julgou procedente a ação, mas a Prefeitura recorreu e apresentou embargos de declaração, que ainda não foi julgada.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Moradora de Piedade cai no golpe do torpedo premiado


Uma mensagem via celular informou que a portadora do aparelho havia ganho R$ 75 mil, de uma operadora da telefonia móvel. Entusiasmada com o suposto premio, a mulher de 29 anos que mora no Bairro Caetezal de Baixo, na área rural de Piedade contatou com o número de telefone (85) 8198 - 3138 que tinha enviado a mensagem.

Um elemento dizendo que se chamava David atendeu a ligação e disse que para receber o premio a mulher teria que depositar dinheiro no Banco do Brasil em nome de Ivan Macedo de Souza, conta 39.650-3 agência 1105-3.

A mulher realizou duas transferências no valor de R$ 999,00 (quase 2 mil). Ao suspeitar que fora enganada pelo golpista, a vitima procurou a Polícia Civil da cidade e registrou a reclamação. O caso aconteceu segunda-feira (21/01).

Fonte: Blog Toni Silva  

Idosos usam videogames para manter mente ativa

Prestes a completar 86 anos, Hilda Knott comprou uma TV de 65 polegadas para driblar seus problemas de visão e jogar games favoritos.

Da BBC

Prestes a completar 86 anos, Hilda Knott adora jogar videogame e diz que os jogos a ajudam a manter sua mente ativa.

A idosa diz gostar das aventuras e das lutas, mas principalmente dos enigmas, que a fazem quebrar a cabeça para alcançar algum objetivo. Assista ao vídeo.

Segundo a idosa, o incrível dos games é encontrar algo novo todos dia, seja para passar para a próxima fase ou para conseguir terminar o jogo.

O caso de Hilda ilustra bem o crescente interesse de pessoas acima de 70 anos por videogames.

Andrew Oliver, cofundador da empresa Blitz Games, explica que o mercado da terceira idade está crescendo rapidamente e que cada vez mais pessoas idosas querem jogar.

Hilda que o diga. Para driblar seus problemas de visão, ela comprou uma TV de 65 polegadas. E assim ela pode continuar jogando Call of Duty, seu game favorito.
A idosa Hilda Knott (Foto: BBC)


Fonte: G1

domingo, 20 de janeiro de 2013

A pressão pelo aumento dos combustíveis


O caso do aumento do preço dos combustíveis é mais um jogo de interesses que a mídia manipula ao seu bel prazer, seja por razões políticas, seja por interesses comerciais nem sempre transparentes, mas sempre presentes em sua ação. O governo já admitiu que estuda o reajuste dos preços, mas não tem ainda os índices e nem a data em que entra em vigor.


Mesmo, assim, a mídia pressiona diariamente pró-aumento. Todos os dias autoridades governamentais reafirmam não haver decisão ainda. Nesta 4ª feira foi a vez do secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Antonio Henrique da Silveira, afirmar que o governo ainda não decidiu quando será este aumento.


Mas recentemente o Estadão informou que o governo deve anunciar na próxima semana um reajuste de 7% para a gasolina. Notícia publicada, o ministro interino da Fazenda, Arno Augustin, secretário do Tesouro Nacional, declarou que não há "decisão" sobre o aumento do preço da gasolina no país.


Ou seja, não adianta o governo esclarecer, com a máxima transparência, que continua a fazer criteriosos estudos a respeito para tomar a decisão. A pressão só cresce para que o aumento de combustível venha já e o mais alto possível.


Fonte: Blog ComTextoLivre

________________________________________________________



sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Rádio 89 FM está de volta e vai tocar apenas rock

Desde a meia-noite de 22/12/2012, São Paulo voltou a ter mais de uma rádio dedicada exclusivamente ao rock.
Isso porque, além da Kiss FM (102,1), a 89,1 FM voltou sua programação ao gênero que a consolidou nas décadas de 1980 e 90, após anos de programação pop.

Além de se manter no dial, a rádio passa a ser hospedada na internet com a marca UOL 89 FM: A Rádio Rock.

"A 89 sempre foi uma marca prestigiada e existia um público carente. Ela vai manter linha similar à dos anos 1990. Atualmente, tem só um concorrente, a Kiss, voltada ao classic rock", diz Ricardo Dutra, diretor de marketing do UOL, empresa do Grupo Folha.

Desde outubro deste ano, circulavam informações de que a rádio encerraria suas atividades e até que seria comprada pela Igreja Universal. "Eles estavam negociando com outras empresas. Não temos conhecimento de que negociavam com alguma igreja", diz Dutra.

HISTÓRICO

"Sensacional. A internet é legal, mas é um universo, né? Uma rádio é uma comunidade, você não precisa ficar clicando o tempo todo pra ouvir uma música. Essa volta é do c...", diz Clemente, da banda Inocentes e Plebe Rude.

No ar desde 1985, a 89 FM se consolidou na década seguinte como "A Rádio Rock". A partir de 2006, passou por uma reformulação e teve a programação voltada ao pop e ao público jovem.

"Vamos atender a um público que estava órfão, mas não apenas gente de 40 anos. A molecada está voltando a curtir o rock", comenta o diretor do UOL sobre a página "Órfãos da 89 FM - A Rádio Rock", no Facebook.


sábado, 12 de janeiro de 2013

Número de empregados que 'demitem o patrão' dobra em 4 anos

"Você está demitido!" Quantos trabalhadores já não escutaram essa frase e pensaram em dizer o mesmo para o seu empregador?

A lei trabalhista brasileira permite que o trabalhador "demita" o patrão em alguns casos: quando ele não cumprir o contrato de trabalho, deixar de pagar salário, atrasar constantemente o recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou até deixar de registrar o funcionário em carteira.


É a chamada rescisão indireta, prevista no artigo 483 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). O funcionário pede para rescindir seu contrato de trabalho sem perder o direito a verbas rescisórias.

No pedido de demissão "normal", sem justa causa, o trabalhador não tem direito a receber, por exemplo, FGTS nem seguro-desemprego.

Se comprovada falta grave da empresa, como ser ameaçado, agredido fisicamente ou exposto a situações em que fica caracterizado o assédio moral, o empregado também pode pedir a "demissão" indireta do patrão.

Em casos de assédio moral --conjunto de condutas abusivas, frequentes e intencionais que atingem a dignidade da pessoa e a humilham--, além da rescisão indireta, é comum o pagamento de indenizações por dano moral.

O aumento de pedidos de rescisão indireta chama a atenção de juízes, advogados e especialistas em mercado de trabalho. Levantamento do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª Região (Grande SP e Baixada Santista) mostra que o número de ações de trabalhadores abertas para pedir a "demissão" do empregador praticamente dobrou nos últimos quatro anos: de 19.888 em 2009 para 38.189 no acumulado de janeiro a novembro de 2012.

"É um estranho indicador de descumprimento da legislação", diz o advogado trabalhista Luis Carlos Moro.

Os pedidos de rescisão indireta no ano passado, no acumulado de janeiro a novembro, representaram 11% do total dos processos (349.198 ações) que ingressaram no TRT no período.

MERCADO AQUECIDO

Um dos motivos que podem ter contribuído para o aumento no pedido de rescisões indiretas é o aquecimento do mercado de trabalho.

"Como estamos próximos do pleno emprego, o trabalhador tem tolerância menor com o desrespeito ao seu contrato de trabalho", diz o juiz Paulo Jakutis, do TRT-SP. "Se o empregado trabalha em um ambiente de alto ruído e não recebe protetor auricular, se está em ambiente que o coloca em situação psicológica estressante ou se é tratado de forma rude, não está mais disposto a 'engolir sapos'."

Com o desemprego em queda e a maior disputa pelo trabalhador, a empresa que não cumpre o contrato, atrasa salários ou pressiona o funcionário a cumprir metas impossíveis é questionada.

"A rescisão indireta é, nesse caso, uma forma de o trabalhador receber os benefícios como se fosse demitido sem justa causa", diz o advogado trabalhista Aparecido Inácio Ferrari de Medeiros.

DE OLHO NOS DIREITOS

O vigilante Paulo Eduardo Souza, 37, é um dos incluídos nessa estatística.

Para conseguir seus direitos trabalhistas, pediu a dispensa indireta do patrão, uma empresa terceirizada de segurança de condomínios residenciais e de hospitais.

Souza reclama de "perseguição" pela empresa de segurança, que o transferiu sucessivamente de local de trabalho, aumentando o tempo gasto no deslocamento desde sua casa, com o objetivo de forçá-lo a pedir demissão.

Ele afirma ainda que a empresa de segurança o obrigava a cumprir uma escala inviável de trabalho, com plantão noturno até meia-noite seguido, no outro dia, de jornada matutina a partir das 7h.

O trabalhador também afirma que não recebia os benefícios acertados no contrato. "Tudo começou quando apartei a briga entre dois condôminos. Um deles achou que tomei parte do outro e reclamou para a empresa."

O caso está na Justiça de São Paulo. A empresa em que trabalhava informa que Souza simplesmente abandonou o trabalho no final de novembro, o que dá motivo para demissão por justa causa.
Editoria de Arte/Folhapress

domingo, 6 de janeiro de 2013

Valores do IPVA 2013 de SP já podem ser consultados pela internet

Já está disponível para consulta no site da Secretaria de Fazenda do Estado de São Paulo os valores referentes...
Já está disponível para consulta no site da Secretaria de Fazenda do Estado de São Paulo os valores referentes ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2013.

Os proprietários de veículos também podem emitir os boletos de pagamento do IPVA e do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT).

A tabela de vencimento da primeira parcela do IPVA 2013 começa no dia 11 e vai até 24 de janeiro. Quem pagar à vista ou até a data de vencimento da placa do veículo tem 3% de desconto. A tabela completa sobre as datas de vencimento pode ser consultada no site da Fazenda estadual.

Consulta

Para a consulta, é necessário informar o CPF ou CNPJ, além do número do Renavam do veículo:


2- No menu à direita "Serviços mais acessados", clique no primeiro link da lista, "IPVA"

3- Digite seus dados no box "Cálculo e Geração de Guia - IPVA e DPVAT 2013" e clique em "Consultar" para ver o valor devido e emitir os boletos

4- Para consultar as datas de vencimento do imposto, siga os três primeiros passos novamente e clique no link "Vencimentos" na lista à esquerda.

IPVA mais barato

O IPVA 2013 ficará, em média, 8,56% mais barato no Estado de São Paulo em 2013, segundo a secretaria estadual da Fazenda. A queda no imposto reflete a redução no preço de venda dos veículos, ocasionada pelo corte no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de veículos promovido pelo governo para estimular o setor. A Fazenda prevê arrecadar R$ 12,2 bilhões com o imposto.

DPVAT mais caro

O DPVAT ficou 4,4% mais caro em 2013. A taxa passou a custar R$ 105,65, ante os R$ 101,16 cobrados em 2012. Já no caso das motos, o seguro foi de R$ 279,27 para R$ 292,01, segundo informações da Seguradora Líder, responsável por administrar o DPVAT.

Fonte: Estadão.com

Em SP, IPVA 2013 já está disponível para ser pago nos bancos e pela internet

Pagamento do tributo pode ser feito com desconto de 3% à vista ou em três parcelas

Os proprietários de veículos do Estado de São Paulo já podem consultar e pagar antecipadamente os valores do IPVA 2013 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) nos bancos e também pela internet.

Segundo informou a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, todos os bancos estão habilitados para receber o pagamento à vista, com desconto de 3%, ou então, a efetuar o recolhimento das três parcelas em janeiro, fevereiro e março.

Para efetuar o pagamento, o proprietário só deve ter em mãos o número do Renavam de seu veículo
Como pagar?

Nos próximos dias, serão enviados cerca de 16 milhões de avisos de vencimento do IPVA 2013 – no entanto é só um lembrete e não um boleto. O proprietário deverá ir a uma agência bancária com o número do Renavam (Registro Nacional de Veículo Automotor) de seu veículo e fazer o pagamento nos guichês ou nos terminais de autoatendimento.

Também é importante lembrar que além dos bancos, o IPVA também já pode ser pago através da internet ou por outros canais oferecidos pela rede bancária, como o débito agendado.

Confira as datas de vencimento do IPVA 2013, de acordo com o final da placa do veículo:


terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Negada liminar em reclamação que questiona decisão sobre nepotismo no interior de SP

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu o pedido de liminar na Reclamação (RCL 15040) ajuizada pelo prefeito de Salto de Pirapora (SP), Joel David Haddad, na qual pedia a suspensão dos efeitos da decisão proferida pelo juízo da Vara Distrital de Salto de Pirapora, Comarca de Sorocaba, que anulou a nomeação de suas duas filhas em órgão municipal. Segundo o prefeito, a decisão fere o disposto na Súmula Vinculante 13, do STF, sobre nepotismo na Administração Pública.

A súmula estabelece que é inconstitucional a contratação de “cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau” para exercer cargo comissionado, de confiança e de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

O caso teve início com ação de responsabilidade civil por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) na Vara Distrital de Salto de Pirapora para declarar a nulidade das nomeações de duas filhas do prefeito sob a alegação de improbidade administrativa e suposta prática de nepotismo.

Segundo o MP, após nomear uma das filhas para assumir a chefia da Diretoria da Promoção Social e Habitação da cidade, o prefeito nomeou outra filha e alterou o quadro do funcionalismo local por meio da Lei Complementar Municipal 3/2009. A norma, defende o MP, “alterou a nomenclatura de Diretoria para Secretaria, em seus artigos 17 e 18”, do quadro do funcionalismo local, o que teria sido feito “não por acaso, poucos meses depois da edição da Súmula Vinculante 13 e de ser prolatada a decisão pelo STF no sentido de que não haveria nepotismo em cargo de Secretaria”, que teria natureza política, e não administrativa.

Na ação, o MP pretendia ainda declarar a inconstitucionalidade da lei complementar, sob a afirmação de que a norma em questão burlou a Súmula Vinculante 13, “de modo a beneficiar as filhas do prefeito, em razão do parentesco (nepotismo)”. O juízo concedeu antecipação da tutela requerida pelo MP e, posteriormente, confirmou o entendimento na sentença, julgando procedente a ação de improbidade administrativa e declarando inconstitucional a Lei Complementar 3/2009.

Liminar

O prefeito requereu ao STF a concessão de medida liminar para suspender os efeitos da decisão do juízo em primeira instância sob a alegação de que a decisão fere ao disposto na Súmula Vinculante 13. Ele alega que a natureza dos cargos exercidos por suas filhas “são cargos de agentes políticos”, o que permitiria as contratações.

Sobre a Lei Complementar, o prefeito afirma que esta “não tem relação alguma na criação dos cargos” e que a mudança da terminologia de Diretoria para Secretaria foi realizada visando a utilização de “termo mais adequado, que representa, com maior propriedade, a natureza da atividade funcional pública, lembrando que a Lei Orgânica do Município – artigo 84 – já prevê essa possibilidade”.

Decisão

Relator do caso no STF, o ministro Teori Zavascki afirmou que o deferimento de medidas liminares “supõe presentes a relevância jurídica da pretensão, bem como a indispensabilidade da providência antecipada, para garantir a efetividade do resultado do futuro e provável juízo de procedência”. Segundo ele, esses requisitos não estão presentes na reclamação, uma vez que a argumentação do processo “diz respeito apenas à suposta relevância dos fundamentos jurídicos, o que não basta para a antecipação de provimento de tutela provisória”.

Ao indeferir a liminar requerida pelo prefeito para suspender os efeitos da decisão em primeira instância, o ministro acrescentou ainda que não há nos autos do processo “nenhuma comprovação de suposta iminência de ato executório ou de qualquer outra medida que represente lesão apta a justificar o deferimento de liminar”. Ele frisou que “não se concebe o deferimento da medida liminar com base em mera suposição, sem respaldo nos elementos fáticos constantes dos autos”.

Além disso, o relator afirmou que o prefeito não demonstra “o risco a que estaria sujeito” e “sequer apresentou todas as informações relativas ao andamento processual atualizado do processo na Justiça de São Paulo”.

Por fim, ele solicitou informações ao juiz de direito da Vara Distrital de Salto de Pirapora da Comarca de Sorocaba e, posteriormente, determinou a abertura de vista do processo à Procuradoria-Geral da República.

Prefeito, vice e vereadores tomaram posse na manhã desta terça-feira

Os 09 vereadores eleitos em Salto de Pirapora para o período 2013-2016 tomaram posse na manhã desta terça-feira (1º), a cerimônia teve inicio às 10h, no plenário da Câmara Municipal. No mesmo dia e local, também foram empossados o prefeito reeleito, Santelmo Xavier Sobrinho e o vice, Hélio Rossi.


A solenidade, foi aberta ao público que compareceu em um bom número.


o vereador eleito pelo PT e presidente da Câmara, Sergio Ventura (Siri do Gás), presidiu a cerimônia de abertura dos trabalhos e na sequência foi realizada a votação para a escolha do novo presidente da Câmara Municipal para os próximos 2 anos, a disputa da presidência da Câmara Municipal foi entre Sergio Ventura (Siri do Gás) e Chico Padre, e por 6 votos á 3, foi eleito Chico Padre o novo Presidente da Câmara Municipal para 2013-2014.
Em seu discurso, o prefeito eleito Santelmo Xavier Sobrinho diz que pretende governar Salto de Pirapora em parceria com o Governo Federal e com o Legislativo Municipal deixando de lado as diferenças partidarias para que todos trabalhem por uma cidade melhor, citou também o belíssimo trabalho do PT através do brilhante trabalho do ex-Presidente Lula e agora com a Presidenta Dilma Rousseff, disse que o Brasil vive uma nova realidade política e pretende que a nossa cidade venha a caminhar para esse  novo desenvolvimento e crescimento econômico.

Finalizou dizendo que o povo fez a sua escolha, depositou sua confiança e o elegeu prefeito para fazer o melhor por Salto de Pirapora, então "Esse Cara sou Eu" afirmou Santelmo.


Veja a lista dos empossados:


Prefeito: Santelmo Xavier Sobrinho
Vice-prefeito: Hélio Rossi


Vereadores:


Sergio Ventura (Siri do Gás) – PT
Izarildo Farrapo – PDT - Reeleito
Professor Alex – PT
Chico Padre – PMDB
Keli Ortiz – PDT - Reeleita
Miguel Marcelo – PSDB
Jurandir Enfermeiro – PMDB
Lagartinho - PMDB
Donisete Correa Barbosa (Lilico) - PT

______________________________________________________

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos