Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

sábado, 22 de dezembro de 2012

Salto de Pirapora ganha Central de Monitoramento de Segurança e Sinalização de trânsito com Semáforos

Trafegar pelas ruas de Salto de Pirapora deixou de ser um exercício desgastante. Com vias bem pavimentadas e sinalização impecável, os motoristas circulam com mais segurança e praticidade. E, nas últimas semanas, a Secretaria de Transporte e Trânsito concentrou seus esforços além da região central da cidade, levando sinalização viária horizontal a outras regiões da cidade.


Semáforos


Uma outra intervenção na sinalização viária vai facilitar a vida dos motoristas da cidade. Trata-se dos novos semáforos instalados. A sinalização semafórica ainda será estendida.


As intervenções na sinalização viária do município fazem parte do Plano de Investimentos do Governo Federal para promover o crescimento ordenado de Salto de Pirapora. Esses investimentos têm por objetivo sustentar o crescimento econômico experimentado pela cidade, garantindo qualidade de vida aos moradores. Para o prefeito Joel David Haddad, manter e ampliar as conquistas econômicas de Salto de Pirapora passa por um planejamento urbano minucioso, que contemple aspectos sociais, de segurança e até mesmo estéticos.


“Criamos as condições para o desenvolvimento. Agora precisamos criar as condições para mantê-lo de forma equilibrada, sustentável. Nossa missão é transformar a riqueza que está sendo gerada em Salto de Pirapora em oportunidades, qualidade de vida e justiça social”, conclui.


A Central Integrada de Monitoramento fica na sede da GCM Guarda Civil Municipal. Com o novo espaço, o objetivo é que seja possível aos oficiais da Guarda Civil Municipal (GCM) monitorar 24 horas por dia, por meio de câmeras, as principais vias da cidade, além de escolas, prédios públicos e seus arredores.

O investimento no projeto até o momento foi de R$ 300 mil do Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades e do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), sendo que a Prefeitura entrou com 2% desse valor mais o espaço físico da central. No mesmo local da Central Integrada de Monitoramento funciona o Call Center da Guarda Civil, que se comunica diretamente com as viaturas na rua, o que permitirá agilizar a atuação preventiva.

Para o prefeito, a atuação dos municípios na segurança urbana por meio, por exemplo, da atuação das Guardas Civis, tem sido importante em todo o país. "Os problemas acontecem nos municípios, mas é importante que esse trabalho seja coordenado e feito conjuntamente para não haver conflitos, mas sim que seja um trabalho complementar", explicou o chefe do Executivo.

O secretário de Segurança Urbana lembrou a importância do apoio do Governo Federal na implementação de outros projetos de prevenção à violência no município pertencentes ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), como o Protejo, voltado a jovens em situação de risco, e o Mulheres da Paz, voltado à formação de líderes comunitárias. "Já encaminhamos novos projetos para ampliar o trabalho de prevenção feito na cidade na perspectiva de aumentar a segurança da nossa população", explicou.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Alckmin usa helicóptero oficial para voo familiar

Antes de tomar certas decisões, os governantes deveriam pensar duas vezes, analisar todas as possibilidades e consultar sua consciência. Uma vez tomada a decisão, fariam exatamente o contrário. Valendo-se desse método, o governador tucano de São Paulo talvez não tivesse feito o que fez na sexta-feira passada.

A repórter Julia Duailibi conta o seguinte: na companhia da mulher Lu, Geraldo Alckmin usou o helicóptero oficial do Estado para buscar o filho, a nora e seus dois netos no aeroporto de Guarulhos.

Deslocando-se em seu carro particular, o governador teria levado mais de uma hora para vencer os 51 km que separam o Palácio do Bandeirantes do aeroporto. Nas asas do contribuinte, evitou o trânsito, pousou em pista de autoridades e espetou o combustível no bolso do alheio.

A primeira dama Lu pendurou fotos na internet. Numa delas, o marido faz pose ao lado do neto no interior do helicópeto.

Ouvida, a assessoria de Alckmin disse que o uso do helicóptero para fins familiares é um direito do governador. Alegou-se que a aeronave se “destina a qualquer dos seus deslocamentos enquanto ele estiver no exercício do cargo, 24 horas por dia.” Uma criança de colo consideraria tal argumento frágil. Taí, já que a consciência já não o socorre, Alckmin talvez devesse pedir conselhos ao neto.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Estudo diz que consumo de lúpulo, presente na cerveja, pode evitar gripe

No entanto, seria necessário tomar 30 latas para ter efeito antiviral.
Pesquisa feita por universidade foi financiada por cervejaria.
 
O consumo de grandes quantidades de lúpulo pode ajudar a prevenir a gripe e outras doenças mais perigosas para crianças pequenas, informou a cervejaria japonesa Sapporo, na quarta-feira (5), citando um estudo científico.

Um composto químico no lúpulo, a planta usada para dar o gosto amargo à cerveja, proporciona uma defesa efetiva contra um vírus que pode causar formas severas de pneumonia e bronquite em crianças, anunciou a cervejaria.

O estudo de cientistas da Universidade Médica de Sapporo mostra que o composto - chamado humulona- é um efetivo agente na contenção do vírus respiratório sincicial (VRS), informou a empresa que financiou o estudo.

O lúpulo da cerveja contém o composto que pode evitar a gripe, mas a ingestão da bebida seria
inviável como forma de se prevenir contra a doença.

O vírus RS pode causar pneumonia grave e dificuldades de respiração em bebês, mas nenhuma vacina está disponível para contê-lo no momento", disse Jun Fuchimoto, um pesquisador da empresa.

O vírus tende a se espalhar no inverno e pode causar sintomas parecidos com um resfriado em adultos.

Fuchimoto disse que a quantidade de humulona presente na cerveja é tão pequena que uma pessoa teria que beber cerca de 30 latas, de 350 ml cada, para que tenha o efeito de um antiviral.

"Estamos estudando agora se é possível aplicar humulona na comida ou em produtos não alcoólicos", completou. "O maior desafio vai ser o gosto amargo, que as crianças não gostam". O estudo também descobriu que a humulona alivia a inflamação causada pela infecção do vírus.

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos