Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Prefeito Joel Haddad estaria descontente com a Guarda Municipal de Salto de Pirapora porque não quer guarda correndo atrás de criminoso

O Blog Sorocaba Notícia apurou que o estudo e cogitação para a Guarda Municipal não atuar averiguando no período noturno em Salto de Pirapora, teria dois objetivos: o primeiro seria economizar com menos estrutura operacional e com o vencimento dos guardas; o segundo objetivo seria represália aos guardas. 

Porque os guardas atuam patrulhando, o prefeito Joel Haddad não quer guarda patrulhando, a ideia do prefeito é o guarda atuar protegendo patrimônio público. O comandante já teria determinado não correr atrás de criminoso, mas a maioria dos guardas não cumpre. 

A represália também acontece porque houve publicação na imprensa de Salto de Pirapora que os guardas reivindicam melhores condições de trabalho e manutenção em viaturas, melhoria do sistema de comunicação interna e do sistema de monitoramento operado com câmeras.

Atualmente os guardas cumprem escalas de 12 horas de trabalho por 36 horas de folga e recebem mais 12 horas extras por mês; os guardas que trabalham em período noturno recebem R$ 300,00 a mais de adicional noturno. Salário líquido do guarda é aproximadamente R$ 1.400,00. 

A administração e o comando da Guarda pretendem criar outra escala de cinco dias trabalhado por dois de folga, e sem pagamento de horas extras. Essa alteração de escala além de reduzir o salário do guarda, certamente prejudicará os guardas que fazem bico nos dias de folga.

Acredita-se que se houver alteração de escala poderá existir pedidos de dispensa. Um guarda ganhando líquido R$ 1.400 mil, não podendo fazer bico para complementar essa "merreca" o guarda entenderá que será viável sair. 

Pelo que o Blog Sorocaba Notícia apurou entende ser remota a possibilidade da Guarda Municipal não alterar a escala, e manter os guardas averiguando, patrulhando e diligenciando durante o período noturno. Talvez, reivindicação da sociedade organizada e do povão pode evitar as medidas pretendidas pelo prefeito.














segunda-feira, 21 de maio de 2018

Moradores de Salto de Pirapora estão preocupados com instalação de mineradora na zona rural

Empresa que faz exploração de calcário foi autorizada a utilizar uma área de 75 hectares, na zona rural da cidade. População teme pelo barulho e problemas nas estruturas das casas.
Imagem: Reprodução G1 Sorocaba / TV TEM
Os moradores do Ilha das Flores, em Salto de Pirapora (SP), estão preocupados com a notícia de que uma empresa que faz a exploração de calcário vai ampliar as atividades em uma área próxima ao bairro.

De acordo com as pessoas que moram perto da área de 75 hectares, na zona rural da cidade, os tremores das explosões de outras mineradoras mais distante já são ouvidos no local. Eles temem que o trabalho provoque problemas nas estruturas das casas.
Dona Dejalzira Gomes Cavalcanti se mudou de São Paulo para Salto de Pirapora pensando em tranquilidade, mas agora teme perder o sossego quando os barulhos das explosões começarem. "Não pode! Aqui é um lugar de moradia e não deve ter isso aqui perto. Se acontece alguma coisa, quem é vai ser o responsável pelas rachaduras?"

Foram realizadas três audiências públicas para discutir o novo plano diretor com os moradores. Em seguida, uma quarta sessão foi convocada depois que representantes da mineradora procuraram a prefeitura para informar que havia saído a licença ambiental para a exploração de calcário na área.

Segundo a empresa, a licença prévia da Cetesb foi concedida com base em uma certidão de uso de solo expedida pela prefeitura. A mineradora está com todas as licenças necessárias dos governos federal, estadual e municipal para o trabalho.

Nessa audiência pública foi exposto para a população para discussão que o plano diretor iria respeitar o direito adquirido pela mineradora a fazer exploração da lavra no local. O Secretário de Negócios Jurídicos, Ruy Mauricio de Moura, explicou à TV TEM que o plano diretor vai respeitar o direito adquirido pela mineradora para explorar o local.

"Pelo plano diretor vigente, a área é de zona rural. Em razão da mineração, que é o direito adquirido pela mineradora, a área está sendo tratada como zona exclusivamente industrial, mas tal fato não interferiria na aprovação desta atividade."

De acordo com estudos apresentados à Cetesb, o impacto da mineração vai atingir um raio de até 200 metros do local que será explorado. Dentro deste limite estão seis casas de um loteamento não regularizado, que serão compradas ou arrendadas pela mineradora.

A mineração será feita a uma distância de 800 metros do bairro Ilha das Flores, pois a Cetesb estabelece distância mínima de 400 metros do perímetro urbano, dependendo do tipo de exploração.

Sérgio Saurin, diretor da mineradora, garante que não haverá riscos além da área estabelecida. "Nós teremos única e exclusivamente a exploração. Para isso, os estudos trazem total segurança que, além dos 200 metros, não haverá nenhum risco."

O plano diretor e a instalação da mineradora na cidade voltarão a ser discutidos na próxima quinta-feira (24), às 19h.


Imagem: Reprodução G1 Sorocaba / TV TEM
Polêmica antiga

A extração de calcário para fabricação de cimentos e fertilizantes é a principal atividade econômica de Salto de Pirapora, movimentando R$ 90 milhões por ano. A cidade tem cinco mineradoras e cerca de 70 pontos de extração.

Esta não é a primeira vez que uma mineradora causa polêmica na região. Há três anos, o TEM Notícias mostrou o drama de famílias que moravam perto de uma área de mineração e tinham que sair de casa para se abrigar sob uma laje de concreto cada vez que havia uma detonação.

No dia em que a equipe de reportagem acompanhou uma das explosões, uma pedra de mais de um quilo caiu perto de uma casa onde estavam mulheres e crianças.

As detonações foram suspensas pela Cetesb e um plano de contenção teve que ser feito. Meses depois, a área onde viviam as famílias foi comprada pela mineradora.

Para a geóloga Jaqueline Freitas, a extração de calcário é importante para o desenvolvimento da cidade, mas tem que se desenvolver de forma sustentável e com a menor interferência possível na qualidade de vida dos moradores.

"Não é possível que se exclua a atividade minerária daquela região, já estão instituídas empresas com mais de meio século. O ideal seria que, no entendimento do novo plano diretor, houvesse a transição, uma zona neutra que diferenciasse a zona industrial e a zona urbana."

Fonte: Do G1 Sorocaba / TV TEM




Todas as informações e discussão sobre o assunto na cidade estavam corretas















sábado, 19 de maio de 2018

Vídeos: Servidores públicos municipais de Salto de Pirapora em greve; vereadores aprovam reajuste de 1,87% no salário dos servidores

GREVE DOS SERVIDORES PÚBLICOS
No dia 17/05, os servidores públicos municipais em assembleia aprovaram por maioria o início da greve. A proposta do Poder Executivo, de reajuste de 1,87% e o aumento de R$ 50,00 reais no vale alimentação foi recusada pelos servidores, que após reunião da comissão da greve do sindicato acabou aceitando o reajuste de 1,87% para haver o aumento da vale alimentação, que passaria de R$270,00 para o valor de R$320,00, porém existem impasses na negociação com o prefeito Joel Haddad que afirma não poder dar esse aumento no mês de maio, que somente poderá dar esse aumento a partir do mês de outubro. Conforme a foto acima, na data de 18/05, em reunião com o setor financeiro, membros do sindicato e presidente da Câmara Municipal, o prefeito Joel Haddad ofertou dar o aumento no vale alimentação no valor de R$290,00 no mês de setembro e R$320,00 a partir do mês de outubro, a comissão de greve junto com os servidores públicos municipais deverão se reunir na segunda-feira, 21/05, as 7h da manhã em frente ao Paço municipal e votaram se aceitam ou não essa proposta.

No dia 18/05, em sessão extraordinária na Câmara Municipal, foram 6 votos a favor do reajuste e 2 contra. Durante a sessão a câmara anunciou que o reajuste foi aceito pela categoria em assembleia, o que se diverge é a data para o início do vale alimentação.

Segundo o presidente da casa, os vereadores não tem poder legal para fazer tal reajuste, ficando com a prefeitura a determinação do prazo, através de decreto do prefeito.

Na segunda-feira, dia 21/05, tem início a paralisação. 
As 7h os servidores públicos estarão reunidos em frente ao Paço municipal, por um reajuste maior e pelo respeito da categoria.



A fala do prefeito Joel Haddad é: 
"R$290,00 agora em setembro e R$320,00 em outubro, aí... é a úrtima vez (dose), ou então eu sou franco pra vocês, vão pra greve e seja o que Deus quiser na greve!"


Veja como foi a votação do Reajuste Servidores Públicos Municipais na Câmara Municipal:








Veja o que os vereadores disseram durante a 13ª sessão ordinária realizada no dia (02/05), na Câmara Municipal de Salto de Pirapora, em que o assunto reajuste do funcionalismo público municipal foi motivo de manifestação de praticamente todos os vereadores (Veja no vídeo).






Lista com os cargos comissionados, servidores efetivos designados em comissão e os valores dos salários $ - Prefeitura Municipal de Salto de Pirapora 










Veja também:

Prefeito Joel Haddad (PDT) e o Presidente da Câmara Municipal Matheus Marum (PHS)

Prefeito Joel Haddad Instaura Sindicância Administrativa para apurar possível irregularidade na concessão de gratificação aos servidores da Câmara Municipal de Salto de Pirapora. Onde o responsável pela Câmara Municipal é o Presidente Matheus Marum.




















quarta-feira, 16 de maio de 2018

Vídeo: Aeronave cai após decolagem em Salto de Pirapora

Foto: Fábio Rogério - Jornal Cruzeiro do Sul
Um monomotor Cessna PR-WL colidiu em uma plantação de eucaliptos, na manhã desta quarta-feira (16), em Salto de Pirapora, na Região Metropolitana de Sorocaba. O acidente ocorreu logo após a aeronave decolar da fazenda Bonanza, na estrada vicinal Roberto Ferraz de Souza. O avião não conseguiu subir o suficiente e bateu na copa das árvores. 


Segundo a Polícia Militar, duas pessoas (piloto e passageiro) foram resgatadas por uma equipe do Corpo de Bombeiros com vida e com ferimentos leves. O helicóptero Águia esteve no local para auxiliar o resgate. 

O avião caiu no chão entre os eucaliptos. As duas asas e o bico da aeronave ficaram danificados. 



Foto: Fábio Rogério - Jornal Cruzeiro do Sul



Aeronave de pequeno porte faz pouso de emergência em Salto de Pirapora; dois ficam feridos
Mapa da pista de onde a aeronave decolou / Foto: Google Maps
Uma aeronave de pequeno porte teve de fazer um pouso de emergência na região de Sorocaba. Dois ocupantes do avião, sendo piloto e passageiro, foram resgatados com ferimentos leves pelo Corpo de Bombeiros após o ocorrido, em Salto de Pirapora, nesta manhã de quarta-feira (16).

Segundo as primeiras informações, a aeronave pousou na estrada vicinal Roberto Ferraz de Souza, logo após ter decolado de uma pista na Fazenda Bonanza. Bombeiros de Votorantim ajudaram no resgate das vítimas.

Segundo moradores locais, a Polícia Militar orienta que a população não se aproxime do local, que fica a 10 quilômetros do Centro da cidade na área rural.

As causas do pouso de emergência ainda são desconhecidas. Helicóptero Águia, da PM, foi acionado para auxiliar na ocorrência.


Fonte: Jornal Ipanema online

 Local próximo de onde aconteceu o pouso emergencial ao fundo da foto; Polícia Militar orienta população a não se aproximar da região do acidente / Foto: Adriano Vincler






Vídeo da pista da Fazenda Bonanza

Publicado em 12 de dez de 2014

Confraternização de pilotos e familiares, perto de Salto de Pirapora - SP, Brasil. Pista da Fazenda Bonanza, com pouco mais de 600 metros de comprimento.

















Top 10 - Fatos e acontecimentos

Arquivo

PUBLICIDADE

Clique Aqui!